Colegas de trabalho descobrem que são irmãs após teste ADN

Julia Tinetti e Cassandra Madison nasceram na Republica Dominicana e conheceram-se, por mero acaso, nos Estados Unidos. Comentários sobre parecenças físicas levaram que quisessem, por curiosidade, fazer teste ADN.

Colegas de trabalho descobrem que são irmãs após teste ADN

Colegas de trabalho descobrem que são irmãs após teste ADN

Julia Tinetti e Cassandra Madison nasceram na Republica Dominicana e conheceram-se, por mero acaso, nos Estados Unidos. Comentários sobre parecenças físicas levaram que quisessem, por curiosidade, fazer teste ADN.

Julia Tinetti e Cassandra Madison nasceram na Republica Dominicana e conheceram-se, por mero acaso, em Connecticut, nos Estados Unidos.

A trabalharem juntas desde 2013, ouviam constantemente comentários sobre o quão parecidas eram. Inclusive ganharam o apelido de “gémeas“, tal não eram as semelhanças.

Apesar de curioso, a verdade é que não deram grande importância à situação já que os documentos de adoção indicavam que eram de “cidades diferentes e que tinham apelidos diferentes”. Para além disso, as mães também eram diferentes.

Até que em 2018, após fazer um teste de ADN para descobrir quem era o pai biológico, Cassandra descobriu o paradeiro do progenitor e encontrou-se com ele. Por curiosidade, questionou-o sobre a possibilidade de ter uma irmã e, inesperadamente, o homem confirmou.

Explicou que eram nove irmãos e que, devido a dificuldades financeiras, tiveram de dar três deles para adoção. Foi nesse momento que rapariga percebeu que Julia era a irmã de quem tinha sido separada há três décadas.

Teste ADN confirmou o “inevitável”

Tal como dá conta o People, para que não restassem dúvidas, concordaram em submeter-se a um teste ADN e, sem surpresas, o resultado confirmou o desfecho esperado: eram irmãs.

“Ainda estou a processar a dimensão disto”, disse Julia. “Este é o tipo de coisa que só se vê na televisão. Encontrar a minha família biológica não era algo que eu fizesse questão. Cresci numa família incrível”.

Já Cassandra revela que descobrir as suas origens sempre foi o seu grande objetivo: “Para mim, sempre foi: ‘Vou encontrar estas pessoas, nem que seja a última coisa que faça na vida‘”, explicou.

LEIA AINDA
Cardiologistas querem receita renovável para medicamentos anticoagolantes orais diretos
Homem dado como morto não tem acesso a medicamentos
Mário Silva descobriu que tinha sido dado como morto pelo SNS quando o médico de família lhe tentou prescrever uma receita e o sistema não permitiu, apresentado o homem como “utente falecido”. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS