Chefe de guardas na cadeia de Paços de Ferreira era correio de droga

Ministério Público de Penafiel acusa 21 arguidos por tráfico e corrupção. Chefe de guardas terá recebido pelo menos 8.750 euros para introduzir droga e telemóveis na cadeia de Paços de Ferreira.

Chefe de guardas na cadeia de Paços de Ferreira era correio de droga

Chefe de guardas na cadeia de Paços de Ferreira era correio de droga

Ministério Público de Penafiel acusa 21 arguidos por tráfico e corrupção. Chefe de guardas terá recebido pelo menos 8.750 euros para introduzir droga e telemóveis na cadeia de Paços de Ferreira.

O chefe da guarda prisional José Manuel Coelho, de 62 anos, foi acusado pelo Ministério Público (MP) de Penafiel de ter participado numa rede de tráfico de droga na cadeia de Paços de Ferreira, entre 2012 e 2019. A acusação acredita que o arguido terá, em pelo menos duas ocasiões, sido correio de droga e de telemóveis, que introduziria na prisão.

LEIA DEPOIS
Carlos Carvalhal agredido durante tentativa de assalto

Chefe de guardas da cadeia de Paços de Ferreira em prisão preventiva

José Manuel Coelho – detido pela Polícia Judiciária (PJ) em novembro de 2019 – encontra-se em prisão preventiva. De acordo com a acusação, de que é responsável o procurador Adão Carvalho, José Manuel Coelho terá recebido 8.750 euros por este expediente, valor que está intimado a devolver ao Estado. Além deste chefe de guardas, há outros 20 arguidos.

Recebia droga no exterior da cadeia e entregava-a a reclusos

O trabalho consistiria em encontrar-se no exterior da cadeia com fornecedores de droga, receber de cartões SIM e telemóveis e introduzi-los na prisão, entregando-os, alegadamente, a para Joel Rodrigues, Mário Barros e Diamantino Oliveira, reclusos e também arguidos. estes seriam os cabecilhas da rede no interior da prisão e procederiam à pesagem e acondicionamento da droga nas celas.

Produtos eram pagos por transferência bancária efetuada por familiares dos reclusos

Os clientes eram também reclusos. Pagariam os produtos por transferência bancária feita por familiares. Além de crime de tráfico agravado de droga, o chefe José Manuel Coelho está acusado de cinco crimes de corrupção passiva. Da acusação  fazem parte um total de mais 34 crimes, todos deduzidos contra os outros 20 arguidos.

LEIA AGORA
Clara de Sousa obrigada a fazer direto grávida e com contrações

Impala Instagram


RELACIONADOS