Cerca de 160 pessoas regressam a casa em La Palma após estabilização do risco

Cerca de 160 pessoas que foram desalojadas 6ª feira em La Palma, face ao agravamento da erupção do vulcão Cumbre Vieja, já podem regressar a casa, após estabilização dos indicadores de risco

Cerca de 160 pessoas regressam a casa em La Palma após estabilização do risco

Cerca de 160 pessoas regressam a casa em La Palma após estabilização do risco

Cerca de 160 pessoas que foram desalojadas 6ª feira em La Palma, face ao agravamento da erupção do vulcão Cumbre Vieja, já podem regressar a casa, após estabilização dos indicadores de risco

Santa Cruz de la Palma, Espanha, 26 set 2021 (Lusa) — Cerca de 160 pessoas que foram desalojadas, esta sexta-feira, na ilha espanhola de La Palma, face ao agravamento da erupção do vulcão Cumbre Vieja, já podem regressar a casa, após estabilização dos indicadores de risco, foi anunciado.

A decisão foi tomada pela direção do Plano Especial de Proteção Civil e Atenção a Emergências por Risco Vulcânico (Pevolca), que descartou, para já, um cenário de perigo em Tajuya, Tacande de Abajo e em parte de Tacande de Arriba.

Citada pela agência espanhola Efe, a diretora do Instituto Geográfico Nacional (IGN) nas ilhas Canárias, Maria José Blanco, avançou que os indicadores de tremores sísmicos, sinais sísmicos e deformações do solo estão mais estáveis.

Contudo, o vulcão, que está ativo há uma semana, continua a provocar explosões, sendo que as autoridades locais alertaram as pessoas, que moram num raio de cinco quilómetros, para ficarem longe das janelas.

O aeroporto da ilha de La Palma retomou hoje a sua atividade, depois de 24 horas encerrado devido às operações de limpeza das cinzas libertadas pelo vulcão Cumbre Vieja, adiantou a gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo, a Aeroportos Espanhóis e Navegação Aérea (AENA).

PE (SIM) // HB

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS