Caso real: «Disseram-me que o meu bebé era deficiente… mas era mentira»

«Comecei a ouvir muitos “burburinhos” à minha volta.»

Caso real: «Disseram-me que o meu bebé era deficiente... mas era mentira»

Caso real: «Disseram-me que o meu bebé era deficiente… mas era mentira»

«Comecei a ouvir muitos “burburinhos” à minha volta.»

A minha gravidez correu normal… Nada de alarme. Até que quando estava de sete meses tive de ser internada de urgência com uma crise de rins. Como acho que é comum, foram muitos os exames que me fizeram a mim e ao bebé, mas foi aí que a minha vida mudou.

LEIA DEPOIS
Operação GNR: Falsos enfermeiros e assistentes sociais assaltavam idosos

Comecei a ouvir muitos “burburinhos” à minha volta. Elas, as enfermeiras, achavam que eu não ouvia, mas ouvi muita coisa. Diziam que eu  já não ia conseguir abortar e ouvia muito a expressão “coitadinha”.

Tentei perceber o porquê! Até que me explicaram que tinham detetado algo no meu bebé e que ele tinha uma deficiência na cabeça. Mas não me sabiam explicar o quê!

Foi analisado por vários especialistas e apenas um dizia que estava «tudo ok». Que efetivamente havia uma medida alterada, mas que essa situação em nada prejudicaria o bebé e ele nasceria sem qualquer problema.

Como devem calcular, foram meses de angústia e quando apenas um médico diz que está tudo bem e o resto do mundo diz que não está, no que é que vamos pensar? Que o nosso bebé vai nascer deficiente, que será uma vida diferente de tudo o que idealizámos… Leia todos os detalhes aqui.

LEIA MAIS

Meteorologia: O tempo para terça-feira, 31 de dezembro

Impala Instagram


RELACIONADOS