Cartazes no Meo Sudoeste geram polémica em torno do sexismo entre os jovens

Cartazes no acampamento do Festival Meo Sudoeste geram polémica em torno do sexismo entre os jovens. As imagens foram partilhadas pela página Comunidade Cultura e Arte, mas depressa se tornarem virais nas redes sociais.

Cartazes no Meo Sudoeste geram polémica em torno do sexismo entre os jovens

Cartazes no acampamento do Festival Meo Sudoeste geram polémica em torno do sexismo entre os jovens. As imagens foram partilhadas pela página Comunidade Cultura e Arte, mas depressa se tornarem virais nas redes sociais.

Cartazes afixados no acampamento da 23º edição do Festival Meo Sudoeste, que decorreu entre 6 a 10 de agosto na Herdade da Casa Branca, em Odemira, geraram polémica em torno do sexismo entre os jovens. As imagens foram partilhadas pela página Comunidade Cultura e Arte, mas depressa se tornarem virais nas redes sociais.  «Simplesmente ridículo, falta de carácter, falta de civismo e falta de umas boas lambadas dos pais!»; “desnecessário»;  «pessoas sem carácter» foram alguns dos comentários no Instagram.Veja

LEIA DEPOIS
Dormir a sesta é benéfico para a memória das crianças

Cartazes geram indignação

As fotografias partilhadas em primeira mão pela Comunidade Cultura e Arte, no Instagram e no Twitter, mostram um conjunto de afirmações de caráter machista.

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

No campismo do Festival Meo Sudoeste em 2019

Uma publicação partilhada por Comunidade Cultura e Arte (@comunidadeculturaearte) a

“Já fala, já f***”, “Se a tua amiga for tão boa como tu, comemos as duas”, “Gorda como estás, nota-se logo que não suas muito”, são algumas das mensagens que já foram comentadas pela  Capazes, Associação Feminista que tem como objectivo promover a igualdade de género. «Sudoeste: o festival mais participado por adolescentes. A misoginia e o machismo presentes num dos acampamentos. Provavelmente os grunhos que escreveram isto acharam que estavam a fazer humor. Tristes».

LEIA MAIS
Previsão do tempo para segunda, 12 de agosto
Governo avança com requisição civil se motoristas não honrarem a sua palavra

Impala Instagram


RELACIONADOS