Cardeal filipino apela em Fátima para solidariedade para com os mais fracos

O cardeal filipino Luis Antonio Tagle, que preside à peregrinação de maio ao Santuário de Fátima, apelou hoje para a solidariedade de todos para com os mais fracos.

Cardeal filipino apela em Fátima para solidariedade para com os mais fracos

Cardeal filipino apela em Fátima para solidariedade para com os mais fracos

O cardeal filipino Luis Antonio Tagle, que preside à peregrinação de maio ao Santuário de Fátima, apelou hoje para a solidariedade de todos para com os mais fracos.

O também presidente da Cáritas Internacional apelou hoje, no Santuário de Fátima, para a solidariedade para com “os famintos, os sedentos, os despidos, os sem-abrigo, os estrangeiros e os prisioneiros”.

O arcebispo de Manila, capital das Filipinas, considerou, durante a homilia, que este é o legado que se deve deixar no mundo, para lá do sucesso, da estabilidade financeira e boa reputação.

Já antes, Luis Antonio Tagle considerara que é preciso parar, fazer-se uma autoavaliação e refletir se a crença ainda tem um lugar naquilo que as pessoas definem de “uma vida boa”.

“O nosso mundo de hoje tem imagens de uma vida ‘abençoada’: muito dinheiro, o último modelo de roupas, carros, perfumes e aparelhos eletrónicos, fama, influência, segurança”, disse, frisando que, apesar de esses não serem desejos maus, é necessário garantir que “a fé ainda tem um lugar importante” no conceito de “uma vida boa”.

Durante a missa, o cardeal António Marto, bispo de Leiria-Fátima, agradeceu a todos os peregrinos que marcaram presença na Cova da Iria, repetindo o apelo de Luis Antonio Tagle para que as pessoas sejam solidárias, em participar, “aos que sofrem, aos mais frágeis e abandonados”.

De acordo com estimativas do gabinete de comunicação do Santuário de Fátima, cerca de 200 mil peregrinos estão hoje presentes no último dia da peregrinação internacional de maio.

Segundo a mesma fonte, no domingo, terão estado 250 mil peregrinos a participar nas cerimónias.

A peregrinação internacional de maio, que decorre 102 anos após os acontecimentos da Cova da Iria e dois anos após a visita do Papa Francisco, tem como tema “Dar graças por peregrinar em Igreja”.

A escolha de Luis Antonio Tagle para presidir à celebração é mais um sinal de atenção do Santuário de Fátima à Ásia, tendo sido escolhidos dois bispos daquele continente para presidir às peregrinações de maio e de outubro de 2018. Este ano, em outubro, será também um cardeal asiático a presidir, o arcebispo de Seul, capital da Coreia do Sul.

Segundo o Santuário de Fátima, inscreveram-se para a peregrinação internacional 202 grupos de 40 países.

JGA // HB

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS