Cardeal do Vaticano condenado por abusos sexuais a menores

O cardeal australiano George Pell, o terceiro mais importante do Vaticano, foi condenado por abuso sexual de menores em Melbourne, na Austrália.

Cardeal do Vaticano condenado por abusos sexuais a menores

Cardeal do Vaticano condenado por abusos sexuais a menores

O cardeal australiano George Pell, o terceiro mais importante do Vaticano, foi condenado por abuso sexual de menores em Melbourne, na Austrália.

O cardeal George Pell foi afastado do círculo de conselheiros do Papa Francisco, na última quarta-feira e condenado esta quinta-feira, dia 13 de dezembro, por abuso sexual de menores, em Melbourne, Austrália.

LEIA MAIS: Rua de cidade alemã ficou ‘pavimentada’ a chocolate

Atualmente com 77 anos, o cardeal que tinha sob sua tutela as contas do Vaticano abandonou Roma em 2017 para ser julgado no seu país natal.

Segundo o jornal National Catholic Reporter, a condenação terá sido unânime por parte dos 12 membros do júri. Em causa estão duas acusações de abuso sexual de menores. O cardeal de 77 anos deverá apresentar recurso.

De acordo com a EFE, uma das vítimas já morreu, enquanto outra testemunhou em tribunal por videoconferência. Os nomes das vítimas não foram revelados.

Órgãos de comunicação social queixam-se de censura

Este caso tem gerado polémica na Austrália com os órgãos de comunicação social a afirmarem que estão a ser alvo de censura ao serem impedidos, por ordem judicial, de reportar qualquer contorno do julgamento. O tribunal considera que as notícias sobre o atual julgamento podem influenciar o próximo.

Nesta quinta-feira, o jornal australiano Herald Sun fez uma primeira página pintada de negro, onde se lia a palavra «CENSURADA».

LEIA MAIS: Previsão do tempo para sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Texto: Redação WIN - Conteúdos Digitais

 

Impala Instagram


RELACIONADOS