Caçador morto por elefante e comido por leões após invadir parque natural

Um caçador de rinocerontes invadiu ilegalmente um parque natural, acabando morto por um elefante e comido por leões.

Caçador morto por elefante e comido por leões após invadir parque natural

Caçador morto por elefante e comido por leões após invadir parque natural

Um caçador de rinocerontes invadiu ilegalmente um parque natural, acabando morto por um elefante e comido por leões.

Um caçador de rinocerontes invadiu ilegalmente o Parque Nacional Kruger, na África do Sil e acabou morto por um elefante. De acordo com a BBC, homem foi pisado pelo animal e teve morte imediata. Mais tarde os seus restos mortais foram comidos por leões, sobrando apenas o crânio e um par de calças que o homem tinha vestido. As autoridades foram alertadas de imediato, mas nada puderam fazer. Ainda não foi revelada a identidade da vítima.

A direção do parque já reagiu: «Entrar no Parque Nacional Kruger ilegalmente e a pé não é (uma decisão) inteligente. Há muitos perigos e este incidente é a prova disso», refere em comunicado.

O administrador do parque natural, Glenn Philips, enviou as condolências à família da vítima. «É muito triste ver as filhas da vítima a chorar e a morte do pai e, pior que tudo, só conseguirem recuperar tão pouco dos seus restos mortais», disse.

A caça furtiva é ilegal no Parque Nacional Kruger. Os caçadores matam os rinocerontes para vender os seus chifres na Ásia, pois estes acreditam que tenham propriedades medicinais.

LEIA MAIS

Santi Cazorla em lágrimas após falhar penálti decisivo [vídeo]

Previsão do tempo para terça-feira, 9 de abril

Impala Instagram


RELACIONADOS