Bebé de 9 meses morre em hospital de Madrid com dose de medicamento 10 vezes maior do que o suposto

Bebé morreu no hospital de Madrid Gregorio Marañón, depois de os médicos lhe terem administrado de forma errada uma dose dez vezes maior do que a prescrita.

Bebé de 9 meses morre em hospital de Madrid com dose de medicamento 10 vezes maior do que o suposto

Bebé de 9 meses morre em hospital de Madrid com dose de medicamento 10 vezes maior do que o suposto

Bebé morreu no hospital de Madrid Gregorio Marañón, depois de os médicos lhe terem administrado de forma errada uma dose dez vezes maior do que a prescrita.

Bebé fora submetido a transplante de coração no Hospital Materno-Infantil Gregorio Marañón, em Madrid, pouco tempo antes e os pais denunciaram o caso ao hospital que já havia reconhecido a falha. De acordo com o El Mundo, a criança foi operada em Novembro de 2018 e precisava de 100 miligramas de micofenolato, medicamento imunossupressor para tratar pacientes de transplante. Porém, ter-lhe-á sido administrado um grama, dez vezes mais do que aquilo que era suposto.

LEIA DEPOIS
Noiva sobrevive a leucemia e dança com o dador no dia do casamento

Erro na dose que matou o bebé admitido em histórico médico

De acordo com a denúncia, o erro fatal para o bebé fora admitido no histórico do médico em várias ocasiões. A criança morreu dias depois de necrose intestinal, apesar das tentativas clínicas para reverter a overdose. Os pais do menino apresentaram queixa ao Tribunal de Instrução e vão ser representados por um colaborador da Associação de Defesa do Paciente. O hospital está acusado de homicídio por negligência, adianta o El Mundo. O Tribunal investiga se foi o médico que prescreveu a dose de forma errada ou se foi a enfermeira que a aplicou de forma incorreta.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para quarta-feira, 9 de outubro
Bailarina detida em Portimão por atacar marido à facada

Impala Instagram


RELACIONADOS