Bateu em namorado para que parasse de ressonar, mas afinal eram os seus últimos suspiros

Uma mulher pontapeou o namorado para que parasse de ressonar, mas os ruídos que ouvia eram os seus últimos suspiros.

Bateu em namorado para que parasse de ressonar, mas afinal eram os seus últimos suspiros

Bateu em namorado para que parasse de ressonar, mas afinal eram os seus últimos suspiros

Uma mulher pontapeou o namorado para que parasse de ressonar, mas os ruídos que ouvia eram os seus últimos suspiros.

Lisa Lee, de 25 anos, residente em Ashington, no Reino Unido, dormia ao lado do namorado, Lewis Little, que estaria a fazer demasiado barulho a ressonar. Lisa deu-lhe uns pequenos pontapés para que este parasse de ressonar e sentiu algo muito estranho.

Namorado estava morto na cama

«Dei-lhe uns pontapés e disse-lhe para estar calado. Depois é que senti que os lençóis estavam molhados e que alguma coisa tinha de estar mal. Acendi as luzes e vi que o Lewis tinha a cara roxa. Não estava a respirar», afirmou ao jornal Metro.

LEIA MAIS: Assinou a sentença de morte para salvar gravidez mas a filha também morreu às duas semanas de vida

Foi desta forma que descobriu que o namorado já estava morto e que aqueles sons eram os seus últimos suspiros. Lewis Little sofria de Síndrome de Brugada, doença genética que atinge o coração e que pode causar ritmos cardíacos muito rápidos e arritmias. O jovem pediu um desfibrilhador para ter em casa, mas o pedido foi negado. Os médicos consideravam-no um doente de «baixo risco».

LEIA MAIS: Mulher rasga pénis ao companheiro para ver o Factor X

Impala Instagram


RELACIONADOS