Mulher consegue baixa médica por causa do cão doente

Professora italiana ganha processo em tribunal por tirar dois dias de baixa médica para cuidar do cão doente.

Mulher consegue baixa médica por causa do cão doente

Mulher consegue baixa médica por causa do cão doente

Professora italiana ganha processo em tribunal por tirar dois dias de baixa médica para cuidar do cão doente.

Uma professora italiana meteu dois dias de baixa médica para cuidar do cão que, por estar doente, necessitava de intervenção cirúrgica. A faculdade onde trabalhava não lhe concedeu licença remunerada e a mulher avançou para tribunal com a ajuda da Liga Anti-viviseccção Italiana, que disponibilizou advogados para a resolução do caso.

Para ler depois
Menina de 12 anos é a mais nova do mundo com cancro nos ovários
Diagnosticada com cancro nos ovários, Olivia teve de remover o ovário esquerdo e retirar do corpo cerca de 15 litros de fluidos (… continue a ler aqui)

Quem avança a  notícia é a France-Presse, que conta que o grupo de defensores dos animais alegou que a universidade deveria considerar os dois dias como baixa relacionada com problemas familiares sérios, e que estes deveriam ser subsidiados pela instituição. O argumento utilizado foi a lei italiana que defende que qualquer pessoa que abandone um animal em sofrimento grave deve ser condenada a um ano de prisão e a multa que pode estender-se até 10 mil euros.

O presidente da LAV, Gianlucca Felicetti, descreveu a vitória em tribunal como “um passo importante que reconhece que os animais que não são mantidos com fins lucrativos ou de produção são membros familiares”. Foi o primeiro caso do género em Itália, mas o país é um dos maiores defensores dos diretos animais.

Impala Instagram


RELACIONADOS