Autoridades da Guatemala acionam alerta vermelho por causa de vulcão

As autoridades de Escuintla, sul da Guatemala, acionaram hoje o alerta vermelho, o nível máximo, na sequência da forte atividade do vulcão de Fogo, que está a afetar milhares de pessoas naquele país da América Central.

Autoridades da Guatemala acionam alerta vermelho por causa de vulcão

Autoridades da Guatemala acionam alerta vermelho por causa de vulcão

As autoridades de Escuintla, sul da Guatemala, acionaram hoje o alerta vermelho, o nível máximo, na sequência da forte atividade do vulcão de Fogo, que está a afetar milhares de pessoas naquele país da América Central.

O subdiretor do organismo estatal de proteção civil (Coordenação nacional para a Redução de Desastres — Conred, na designação original), Walter Monroy, explicou numa conferência de imprensa que as autoridades de Escuintla decidiram elevar o nível de alerta por causa do aumento da atividade do vulcão, situado a cerca de 50 quilómetros a oeste da capital do país Cidade da Guatemala, que registou, no domingo passado, a sua quinta erupção no ano corrente.

O vulcão de Fogo, com 3.763 metros de altura, abrange as regiões de Escuintla, Chimaltenango e Sacatepéquez.

De acordo com o órgão estatal, a intensa atividade do vulcão de Fogo já afetou cerca de 17.171 pessoas na região de Escuintla, incluindo 3.419 que tiveram de ser retiradas das respetivas casas e transportadas para albergues.

As outras regiões afetadas pela atividade do vulcão mantêm o alerta amarelo (prevenção), informou o mesmo responsável.

Em Sacatepéquez, a forte atividade do vulcão de Fogo já condicionou as rotinas diárias de 57.153 pessoas e desencadeou a retirada de 52.

Já em Chimaltenango, o número de pessoas afetadas ronda os 1.821 e pelo menos 454 foram retiradas das respetivas casas.

Em declarações à comunicação social, Walter Monroy precisou que desde domingo as autoridades estão a visitar todas as comunidades em redor do vulcão para informar as populações e realizar procedimentos de evacuação preventiva.

Até ao momento, pelo menos 10 localidades já foram evacuadas.

A intensa atividade do vulcão de Fogo está a ser marcada por fortes explosões de lava e rochas incandescentes, bem como por colunas de cinzas que têm alcançado os 7.000 metros de altura.

As autoridades admitem que a presença destas poeiras na atmosfera poderão condicionar o tráfego aéreo e estão a aconselhar a direção geral de aviação civil da Guatemala a tomar as precauções necessárias.

A última erupção do vulcão de Fogo, um dos mais ativos da América Central, foi registada em junho passado e provocou na altura 194 mortos e afetou mais de 1,7 milhões de pessoas.

Outras 234 pessoas estão dadas como desaparecidas pelas entidades oficiais, mas as organizações que dão apoio às comunidades locais continuam a insistir que o número de desaparecidos supera os milhares.

SCA // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS