Autoridades alemãs oferecem 100 mil euros por informações sobre suspeito de atentado

As autoridades alemãs identificaram o novo suspeito do atentado com um camião em Berlim como Anis Amri, um tunisino de 24 anos, e emitiram um mandado de busca e uma recompensa de 100 mil euros por informações.

Autoridades alemãs oferecem 100 mil euros por informações sobre suspeito de atentado

Autoridades alemãs oferecem 100 mil euros por informações sobre suspeito de atentado

As autoridades alemãs identificaram o novo suspeito do atentado com um camião em Berlim como Anis Amri, um tunisino de 24 anos, e emitiram um mandado de busca e uma recompensa de 100 mil euros por informações.

Berlim, 21 dez (Lusa) — As autoridades alemãs identificaram hoje o novo suspeito do atentado com um camião em Berlim como Anis Amri, um tunisino de 24 anos, e emitiram um mandado de busca e uma recompensa de 100 mil euros por informações.


Segundo a secção antiterrorismo do Ministério Público alemão, Anis Amri mede 1,78 e pesa cerca de 75 quilos.


“Se vir esta pessoa procurada, informe a polícia. Mas não se coloque em perigo, essa pessoa poderá ser perigosa e estar armada”, alertaram as autoridades alemãs, num comunicado.


“Uma recompensa até 100 mil euros está disponível”, acrescentou a mesma nota informativa.


Segundo as autoridades alemãs, este homem está a ser investigado por suspeita de preparar o ataque de segunda-feira num mercado de Natal no centro de Berlim.


Trata-se de um requerente de asilo que chegou em julho de 2015 à Alemanha, cujo pedido foi rejeitado em junho.


A Alemanha não conseguiu avançar com o processo de repatriação, uma vez que a Tunísia contestou durante vários meses a cidadania de Anis Amri.


As autoridades alemãs informaram hoje, por coincidência, que Tunes reconheceu a nacionalidade tunisina deste homem e forneceu um documento que permite a sua expulsão do território alemão.


O suspeito foi apresentado por Berlim como próximo do movimento islamita-salafista.


Segundo o diário alemão Bild, o suspeito tentou recrutar cúmplices para realizar um ataque há vários meses.


Segundo a imprensa, a polícia identificou-o através de um documento de identidade encontrado na cabina do camião envolvido no ataque que matou pelo menos 12 pessoas e feriu 48.


O anúncio deste novo suspeito surge depois de a polícia alemã ter libertado um cidadão paquistanês, que foi confundido com o autor do ataque.



SCA // JMR


Lusa/Fim

Impala Instagram


RELACIONADOS