Autarca assassinado minutos após tomada de posse

O autarca mexicano Alejandro Aparicio foi eleito presidente da câmara de Tlaxiaco, mas não chegou a exercer o cargo. Foi assassinado minutos após tomada de posse.

Autarca assassinado minutos após tomada de posse

Autarca assassinado minutos após tomada de posse

O autarca mexicano Alejandro Aparicio foi eleito presidente da câmara de Tlaxiaco, mas não chegou a exercer o cargo. Foi assassinado minutos após tomada de posse.

O autarca mexicano Alejandro Aparicio foi assassinado quando percorria a pé as ruas da cidade, no dia da tomada de posse, no passado dia 1 de janeiro, em Tlaxiaco, no estado de Oaxaca, a cerca de 400 quilómetros a sul da capital cidade do México.

Alejandro e também um outro político que o acompanhava foram atingidos por vários tiros. As vítimas acabaram por não resistir aos ferimentos.

LEIA MAIS: Tomada de posse de Bolsonaro começa com quebra do protocolo

O autor do crime foi detido pela polícia, segundo a Procuradoria mexicana. O suspeito foi apanhado em flagrante pela população, que estava prestes a linchá-lo.

O atentado foi, de imediato, condenado pelo partido, que exige uma investigação sobre as razões do homicídio.

O partido confirmou, esta quarta-feira, dia 2 de janeiro, a morte de outro militante seu, Perfecto Hernández Gutiérrez, também alvejado no momento em que o presidente foi abatido.

43 políticos eleitos e 24 elementos da família assassinados

Desde o dia das eleições presidenciais e federais, realizadas a 1 de julho do ano passado, registam-se pelo menos 43 políticos eleitos e 24 elementos das suas famílias que foram assassinados.

Segundo avança o jornal mexicano El Financiero, o processo eleitoral de 2017/2018 foi o mais violento da história recente do país. Cerca de 152 políticos foram mortos, dos quais 48 eram pré-candidatos e candidatos a cargos eletivos.

LEIA MAIS: Suicida-se depois de matar o marido e os filhos de 5 e de 10 anos

Texto: Redação WIN - Conteúdos Digitais

Impala Instagram


RELACIONADOS