São Paulo | Atiradores tinham 17 e 25 anos e suicidaram-se após matar 8 pessoas

Sete crianças mortas em tiroteio no Brasil. Polícia suspeita agora de bomba no local. Saiba quem são os atiradores

São Paulo | Atiradores tinham 17 e 25 anos e suicidaram-se após matar 8 pessoas

Sete crianças mortas em tiroteio no Brasil. Polícia suspeita agora de bomba no local. Saiba quem são os atiradores

O nome dos dois atiradores responsáveis pelo massacre no colégio Raul Brasil, em Suzano foram revelados pela Polícia Militar. Guilherme Talci Monteiro tinha 17 anos e Luiz Henrique de Castro tinha 25. O mais velho completaria 26 anos no próximo dia 16 de março. Já Guilherme Talci Monteiro completaria 18 anos a 5 de julho.

Os dois atiradores tiraram a vida a oito pessoas. Além de sete alunos, mataram também um funcionário e suicidaram-se depois.  Numa primeira busca, a polícia encontrou armas, um arco e flecha e alguns objetos que parecem ser cocktails molotov e uma mala com fios. O esquadrão anti-bombas já está no local, adianta a Globo.

Quatro dos mortos são alunos do ensino médio. Outros dois adolescentes chegaram a ser socorridos, mas morreram no hospital. Entre as vítimas, há ainda dois funcionários do colégio. As vítimas ainda não foram identificadas.

O jornal Estadão cita o coronel Salles da Polícia Militar, que relata que, antes de entrarem na escola, os dois atiradores dispararam contra o proprietário de um estação de lavagem de carros que fica em frente à escola. O homem está a ser sujeito a uma cirurgia. Os assassinos chegaram à escola num carro alugado, estacionaram em frente ao portão do colégio e entraram pela porta da frente, que estava aberta.

A polícia ainda não tem informações sobre a motivação do crime. «Provavelmente um ato que foi premeditado. Eles entraram na escola equipados, com máscara. A gente não tem ainda essa motivação, não tem a correlação do motivo e do ato feito», afirma o coronel Fábio Pelegrini, da Comunicação Social da Polícia Militar.

LEIA MAIS

Impala Instagram


RELACIONADOS