Atira mãe da varanda porque «não aguentava» vê-la sofrer

Robert Knight é acusado de atirar a mãe da varanda de um lar, em Westcliff-on-sea, Inglaterra. O arguido afirma que «não aguentava» vê-la sofrer.

Atira mãe da varanda porque «não aguentava» vê-la sofrer

Atira mãe da varanda porque «não aguentava» vê-la sofrer

Robert Knight é acusado de atirar a mãe da varanda de um lar, em Westcliff-on-sea, Inglaterra. O arguido afirma que «não aguentava» vê-la sofrer.

Um homem, de 52 anos, é acusado de atirar a mãe, de 79 anos, da varanda de um lar de idosos, em Inglaterra. O britânico afirmou, segundo o jornal The Telegraph, em tribunal, que «não aguentava» ver a progenitora a sofrer mais e por isso decidiu matá-la.

A mãe de Robert Knight  sofria de Alzheimer e, desde o diagnóstico da doença, vivia no lar de idosos Langley Lodge, em Westcliff-on-sea. O arguido, numa das visitas, pegou na mãe ao colo e atirou-a de uma varanda. Depois alertou os funcionários para que chamassem a polícia. «Chamem a polícia, acabei de matar a minha mãe», alertou. Robert Knight foi detido no local e a idosa morreu minutos depois da equipa de paramédicos iniciar as manobras de reanimação.

O caso remonta a dezembro do ano passado, mas o julgamento só se iniciou agora, com a revelação dos pormenores do crime. O processo revela ainda que o homem atirou a mãe de cabeça para que esta tivesse uma morte imediata. O momento da queda foi captado pelas câmaras de vigilância e as imagens foram usadas como prova no julgamento.

O arguido revelou à polícia que a mãe se encontrava com uma virose grave e que «não aguentava» vê-la sofrer mais. Robert Knight já tinha tido, inclusive, discussões com os funcionários do lar para que aumentassem a dose de medicamentos para as dores. Sobre a forma como matou a mãe, o homem disse que chegou à conclusão que ao atirá-la de um sítio dar-lhe-ia a «certeza» de que a morte seria imediata.

Apesar das declarações do detido, o Ministério Público não vai tratar o caso como uma «morte por misericórdia» e acusa Robert Knight de homicídio qualificado.

LEIA MAIS

Pais matam filho de 4 anos em água a escaldar porque entornou cereais

ALERTA | Jovem de 16 anos morre eletrocutada em Armamar

 

Impala Instagram


RELACIONADOS