Depois do ataque, cidadãos da Nova Zelândia entregam armas à polícia

Multiplicam-se os números de cidadãos da Nova Zelândia que estão a entregar as suas armas, de forma voluntária, à polícia, depois do ataque terrorista em Christchurch.

Depois do ataque, cidadãos da Nova Zelândia entregam armas à polícia

Depois do ataque, cidadãos da Nova Zelândia entregam armas à polícia

Multiplicam-se os números de cidadãos da Nova Zelândia que estão a entregar as suas armas, de forma voluntária, à polícia, depois do ataque terrorista em Christchurch.

Pelo menos 37 armas de fogo foram entregues à polícia, até esta terça-feira, 19 de março, segundo os dados avançados pelas forças de segurança, citados pelo Guardian. Os cidadãos da Nova Zelândia estão a entregar as suas armas, de forma voluntária, às autoridades, depois do ataque terrorista, em Christchurch, que provocou 50 mortos.

A polícia emitiu um comunicado sobre as melhores formas para entregar as armas de fogo. «Pode entrar em contacto com a esquadra de polícia mais próxima para receber conselhos sobre um transporte seguro das armas. Isto irá também permitir que os nossos funcionários fiquem a saber da sua chegada com antecedência», informou a polícia nacional.

Estima-se que haja 1,2 milhões de armas de fogo registadas na Nova Zelândia, o que equivale a uma arma por cada quatro habitantes. Na sequência do ataque a duas mesquitas, na última semana, em que o atirador usou duas armas semiautomáticas e duas espingardas, o Governo vai rever a lei da posse de armas naquele país.

«São feitas [as armas] para uma só coisa que é matar pessoas»

Esta medida é apoiada pela maioria dos cidadãos neozelandeses e também por associações de caçadores que concordam com a proibição de compra de armas semi-automáticas de estilo militar e uma restrição na obtenção de carregadores de elevada capacidade. «São feitas para uma só coisa que é matar pessoas», disse à Radio NZ o director-executivo da associação, Martin Taylor.

LEIA MAIS

Falámos com Sandra Felgueiras sobre o documentário de Maddie. «O Gonçalo Amaral mentiu-me»
Previsão do tempo para sexta-feira, 22 de março

Impala Instagram


RELACIONADOS