Estudante de veterinária amputa patas de cão saudável para testar conhecimentos

Estudante de veterinária amputa patas de cão saudável para testar conhecimentos

Prince, o animal, tem apenas um ano e dois meses de idade e foi encontrado num descampado em agonia.

Em Goa, na Índia, um estudante de medicina veterinária amputou as patas traseiras de um cão para praticar com ele como se fosse seu paciente. Prince, o animal, tem apenas um ano e dois meses de idade e foi encontrado num descampado em agonia.

O cão estava enrolado debaixo de uma árvore

Animal em sofrimento foi encontrado por Chris Holmyard, que passeava o seu próprio cão

LEIA MAIS: Mulher com 323 quilos recusa ajuda para perder peso [vídeo]

O animal em sofrimento foi encontrado por Chris Holmyard, que passeava o seu próprio cão. O homem não hesitou em levá-lo a um veterinário e foi lá que se percebeu que a amputação das patas traseiras tinha sido realizada de forma desnecessária por um estudante de veterinária.

LEIA MAIS: Criança morre a tentar salvar o cão e pais decidem enterrá-los juntos

Chris decidiu levar Prince a uma associação de resgate de animais, uma vez que este parecia saudável, apesar de não ter patas traseiras. Mais tarde, e uma vez que Prince não se estava a adaptar, o homem não hesitou em levá-lo com ele, adoptando-o. Prince aprendeu a andar com apenas duas patas e acabou por recuperar ao lado do novo dono.

LEIA MAIS: Fim do uso de animais selvagens no circo aprovado na Assembleia da República

 

 

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS