Ameaça dirigentes do Estrela da Amadora com arma para forçar rescisão de contrato

Homem preso pela PJ de Lisboa por ameaçar com arma de fogo dirigentes do Estrela da Amadora que não queriam conceder desvinculação contratual do filho.

Ameaça dirigentes do Estrela da Amadora com arma para forçar rescisão de contrato

Ameaça dirigentes do Estrela da Amadora com arma para forçar rescisão de contrato

Homem preso pela PJ de Lisboa por ameaçar com arma de fogo dirigentes do Estrela da Amadora que não queriam conceder desvinculação contratual do filho.

Um homem de 43 anos foi detido e preso pela PJ de Lisboa depois de ter ameaçado com arma de fogo dois dirigentes do departamento de futebol do Estrela da Amadora. Os dirigentes não queriam alegadamente permitir a desvinculação do filho do suspeito, mesmo com mensalidades em atraso. Os crimes de coação agravada e posse de arma ilegal foram cometidos nos últimos dias de 2019.

LEIA DEPOIS
Grávida abandona filho de 5 anos no Montijo

Dirigentes do Estrela da Amadora apresentam queixa

Após algum tempo a exigir que o filho, menor, abandonasse as camadas jovens do Estrela da Amadora, o suspeito dirigiu-se ao clube. Identificou os dirigentes que, na versão dele, o impediam de alcançar os seus intentos e, enraivecido, apontou a arma ilegal de calibre 6.35 aos dois homens. Assustados, os dirigentes refugiaram-se num gabinete, mas o homem perseguiu-os e, segundo a PJ, partiu a porta de vidro a murro e pontapé, momento em que algumas testemunhas chamaram a PSP. Quando percebeu que a polícia estaria a caminho, o suspeito colocou-se em fuga, vindo a ser detido mais tarde. Após queixa dos dirigentes ameaçados, o suspeito foi levado para interrogatório no tribunal da Amadora.

LEIA AGORA
Aviso amarelo em 12 distritos por causa do tempo quente

Impala Instagram


RELACIONADOS