Adolescente tem convulsão durante jogo online e é salvo por adversária a 8 mil km de distância

Ação rápida de jogadora que estava a 8 mil quilómetros salvou um adolescente que entrara em convulsão. A adversária ligou para o serviço de emergência.

Adolescente tem convulsão durante jogo online e é salvo por adversária a 8 mil km de distância

Adolescente tem convulsão durante jogo online e é salvo por adversária a 8 mil km de distância

Ação rápida de jogadora que estava a 8 mil quilómetros salvou um adolescente que entrara em convulsão. A adversária ligou para o serviço de emergência.

Dia Lethora, de 20 anos, estava no Texas, Estados Unidos da América, e Aidan Jackson, de 17, em Cheshire, na Inglaterra. A jovem percebeu que o seu adversário de jogo se estava a sentir mal e chamou o serviço de emergência dos EUA, o 911. «Olá, estou a ligar dos EUA. Estou num jogo com um amigo virtual. Ele teve uma convulsão e deixou de me responder. Tenho a morada dele. Vive em Widnes, Cheshire», disse Lethora, antes de pedir desculpas. «Sinto muito, estou a tremer» com a situação.

LEIA DEPOIS
Encontra filha 30 anos depois de lhe terem dito que tinha morrido

Pais estavam em casa e não se aperceberam da situação

Enquanto Polícia e ambulância estavam a caminho do local, os pais de Aidan encontravam-se no piso inferior da vivenda, sem saberem o que se estava a passar. «Ficámos a saber quando os carros da Polícia chegaram a nossa casa», conta a mãe de Aidan, Caroline Jackson, ao canal de televisão SkyNews. Os agentes contaram ter recebido um pedido de ajuda pediram para entrar. Os pais, sem perceberem o que se passava, disseram tratar-se de engano. Um dos agentes insistiu para entrar para verificar se todos estavam bem.

Adolescente já tinha sofrido uma convulsão em maio de 2019

Revela a Sky News que quando os polícias subiram as escadas encontraram Aidan desmaiado. Depois de o terem conseguido reanimar, o adolescente disse lembrar-se apenas de uma tontura. Aidan Jackson adiantou que se sentiu «um pouco zonzo» e que virou «o microfone para a cama», onde planeava deitar-se, mas teve uma convulsão. Já no hospital, pediu à mãe para usar o tablet e contactar a amiga. Queria agradecer-lhe o facto de lhe ter salvado a vida. O jovem já tinha sofrido uma convulsão em maio de 2019.

LEIA DEPOIS
Células cancerígenas destruídas e metástases bloqueadas com novo laser

Impala Instagram


RELACIONADOS