Adolescente abusada e humilhada por familiares após morte da mãe

Adolescente de apenas 14 anos foi violada pelo avô. Foi fotografada nua pelo pai, que partilhou as fotos, e maltratada pela avó.

Adolescente abusada e humilhada por familiares após morte da mãe

Adolescente abusada e humilhada por familiares após morte da mãe

Adolescente de apenas 14 anos foi violada pelo avô. Foi fotografada nua pelo pai, que partilhou as fotos, e maltratada pela avó.

A tia materna de uma adolescente de 14 anos apresentou esta quarta-feira, 28 de agosto, queixa na Polícia. Relata uma série de acontecimentos trágicos na vida da rapariga ocorridos após a morte da mãe. A adolescente foi abusada sexualmente e viu fotos dela tiradas e enviadas pelo próprio pai ao avô. A criança só agora encontrou alguém que a defendesse. O caso foi apresentado em Sinop – a 500 quilómetros de Cuiabá –, no Brasil. Quando a mãe da jovem e indefesa vítima morreu, em 2018, passou a viver com o pai. Mas como sofria maus-tratos foi levada para a casa dos avós paternos, em Porto Alegre, no mesmo ano.

LEIA DEPOIS
Funcionária do Metro agredida por exigir bilhete a utente [vídeo]

Pai proíbe adolescente de contar o caso e obriga-a a fingir que gosta do avô

Na residência dos avós, contou que dormia no sofá da sala e que, por «duas vezes», sentiu alguém tocá-la e beijá-la, mas que, ao acordar, não conseguiu «ver quem era». Como em casa só viviam ela, a avó e o avô, contou o ocorrido à avó, que não acreditou nos relatos. Dias depois, regressou à casa do pai. Ainda acordo com o testemunho da menina, o avô começou a enviar-lhe mensagens de cariz sexual, inclusive fotos dele nu. Queixou-se ao pai e mostrou-lhe as mensagens do avô. O pai, porém, relativizou e proibiu-a de contar o sucedido e para fingir que gostava do avô. Ele próprio iria «resolver o problema», recorda a adolescente.

Faz-se passar pela filha e troca mensagens e fotos no Facebook

Aterrorizada, a menina não continuou a falar com o avô. O pai, contudo, entrou no Facebook da adolescente. Fazendo-se passar por ela, encetou uma nova conversa com o pai – e avô da menina. Enviou, inclusive, várias fotografias da filha nua. Só aí a criança fugiu, desta vez para casa da tia materna – irmã da mãe falecida. Assim que soube da história, a mulher denunciou o caso à Polícia. Conforme o relato da tia da adolescente, a menina já «tentou o suicídio, quando vivia em Porto Alegre», motivada mela morte da mãe e plos maus-tratos do pai. A adolescente confidenciou ainda à tia que  a avó materna exercia sobre ela violência psicológica. «Chama-lhe lixo humano e dizia-lhe que não a considerava neta.»

LEIA MAIS
Previsão do tempo para sexta-feira, 30 de agosto
Pais de bebé vítima de cancro após diagnóstico errado angariam fundos para processar SNS

Impala Instagram


RELACIONADOS