Abandona mãe pobre e exige pensão de alimentos em tribunal

Uma jovem de 21 anos processou a mãe – uma operária de Guimarães a receber o ordenado mínimo – e exigiu que lhe pagasse 200 euros de pensão de alimentos.

Abandona mãe pobre e exige pensão de alimentos em tribunal

Abandona mãe pobre e exige pensão de alimentos em tribunal

Uma jovem de 21 anos processou a mãe – uma operária de Guimarães a receber o ordenado mínimo – e exigiu que lhe pagasse 200 euros de pensão de alimentos.

Uma mãe operária em Guimarães que recebe o salário mínimo vai ser obrigada a pagar uma pensão de alimentos de 60 euros mensais à filha de 21 anos, que saiu de casa por não querer viver num ambiente de pobreza. De acordo com o Jornal de Notícias, em 2017, a jovem saiu de casa queixando-se da falta de condições financeiras. Garante que houve meses em que não havia dinheiro para comprar comida. Depois de uma passagem por casa da irmã, instalou-se na casa da madrinha, que a ajuda financeiramente.

Valor desceu dos 90 para os 60 euros após recurso

A jovem recebe ainda a pensão de sobrevivência do pai, que morreu em 2015. Mas, além disso, exigiu em tribunal que a mãe fosse obrigada a pagar-lhe uma pensão de alimentos de 200 euros. O Tribunal de Guimarães decidiu a seu favor, mas estabeleceu o valor de 90 euros. Perante o recurso da mãe, que argumentou que a filha ofendeu a sua dignidade pessoal e a desrespeitou, o valor desceu para 60 euros. Agora, segundo o mesmo jornal, terá de pagar essa quantia até a filha fazer 25 anos ou acabar o curso de técnica auxiliar médica que está a tirar.

Homem viola e engravida filha menor da amante
Um homem de 61 anos está a ser julgado por ter violado uma menor ao longo de quatro anos. Acabou por engravidá-la e incentivou-a a abortar. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS