3 meses de prisão para homem que enganou radar com laser

3 meses de prisão para homem que enganou radar com laser

Condutor britânico foi condenado a 3 meses de prisão e a uma multa por ter instalado no carro um laser que impedia os radares contabilizarem a velocidade.

Homem britânico foi condenado a três meses de prisão esta segunda-feira, dia 11 de fevereiro, por ter instalado um laser no carro que impedia a contabilização da velocidade por radares.

Michael Twizell foi apanhado, no início de fevereiro, em excesso de velocidade. O operador do sistema estranhou o facto do radar não ter registado a velocidade do condutor.

A polícia do Norte de Yorkshire iniciou uma investigação e acabou por descobrir que o homem tinha instalado um laser junto à matrícula do veículo que interferia com o sinal que detetava a velocidade.

O tribunal de York condenou o condutor a três meses de prisão e a pagar uma multa de 1700 euros.

Homem instala laser em carro para enganar radar | Autoridades lançam aviso

O Tribunal revela que o arguido «interferiu com o curso da Justiça» e como a polícia tem o «dever de nos proteger de carros em excesso de velocidade», o juíz decidiu aplicar a sentença.

O aviso foi lançado pelas autoridades: todos os condutores que tenham algo semelhante instalado no carro devem-no retirar sob pena de serem condenados à prisão.

LEIA MAIS
Morreu menina portuguesa que caiu a tirar foto junto à Torre Eiffel
Filho de Rosa Grilo não quer ficar com avós maternos

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS