Wall Street encerra em terreno vermelho arrastada pela notícia de Trump estar infetado

Wall Street encerrou a sessão de hoje em terreno vermelho, com o principal indicador, o Dow Jones, a descer 0,48% devido à notícia que dá conta de que o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contraiu a covid-19.

Wall Street encerra em terreno vermelho arrastada pela notícia de Trump estar infetado

Wall Street encerra em terreno vermelho arrastada pela notícia de Trump estar infetado

Wall Street encerrou a sessão de hoje em terreno vermelho, com o principal indicador, o Dow Jones, a descer 0,48% devido à notícia que dá conta de que o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contraiu a covid-19.

No final da sessão de hoje da Bolsa de Nova Iorque, o Dow Jones terminou em terreno negativo, arrastada pelas perdas da Amgen (-3,91%), Apple (-3,23%), Microsoft (-2,95%) e Intel (-2,35%).

Já o abrangente Standard & Poor’s 500 (S&P500) desceu 0,96%, enquanto o índice Nasdaq, que agrega as tecnológicas, retrocedeu 2,22%.

A bolsa nova-iorquina terminou a semana em terreno vermelho depois de ter sido conhecido que o chefe de Estado norte-americano estava infetado com o novo coronavírus.

A infeção de Trump aumentou a incerteza em relação às eleições presidenciais, marcadas para 03 de novembro, arrastando os mercados internacionais para terreno negativo.

Entretanto, foi noticiado que o Presidente dos Estados Unidos vai ser hospitalizado durante “alguns dias”, depois de ter sido diagnosticado com covid-19, disse hoje fonte oficial da Casa Branca.

Donald Trump deverá deixar hoje a Casa Branca de helicóptero para o Centro Médico Militar Nacional Walter Reed, disse fonte oficial da Casa Branca citada pela agência AP.

De acordo com a mesma fonte, a hospitalização é por precaução e Donald Trump ficará na suíte presidencial do hospital, que está equipada para permitir que o Presidente mantenha as suas funções oficiais.

Antes, o médico da Casa Branca, Sean Conley, indicou que Donald Trump está a ser tratado com anticorpos sintéticos, um tratamento experimental considerado promissor, permanecendo “cansado, mas com “bom moral”.

Os especialistas estão a examinar o Presidente norte-americano e farão recomendações para “os próximos passos”, adiantou então o médico, acrescentando que a mulher de Trump, Melania, também infetada, apresentava “uma tosse ligeira e dor de cabeça”.

Esta madrugada, Donald Trump escreveu na sua página pessoal da rede social Twitter que, tal como a primeira-dama, Melania, tinha testado positivo com covid-19 e que iria ficar em quarentena, num anúncio que deixou o país em alerta e está a multiplicar reações em todo o mundo.

As ações de campanha programadas de Donald Trump vão ser mantidas de forma virtual ou adiadas, anunciou hoje a equipa de campanha do candidato republicano quando faltam 32 dias para a eleição presidencial.

AFE (DF) // SR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS