Vice-presidente do PSD reconhece e saúda vitória do PS com base nas projeções

O vice-presidente do PSD David Justino saudou hoje o Partido Socialista pela vitória nas eleições legislativas, com base nas várias projeções televisivas.

Vice-presidente do PSD reconhece e saúda vitória do PS com base nas projeções

Vice-presidente do PSD reconhece e saúda vitória do PS com base nas projeções

O vice-presidente do PSD David Justino saudou hoje o Partido Socialista pela vitória nas eleições legislativas, com base nas várias projeções televisivas.

“Quero começar por saudar o PS pela vitória que estas projeções anunciam”, afirmou David Justino, numa declaração de três minutos aos jornalistas, sem direito a perguntas, apenas vinte minutos depois de conhecidas as projeções.

“Nesse sentido, da parte do PSD existe o reconhecimento factual quase, relativamente, digamos, ao cenário central que as quatro projeções divulgadas nos permitem concluir”, indicou.

Ainda assim, o dirigente social-democrata deixou um conselho: “Gostaria de chamar a atenção que o excesso de triunfalismo poderá ser pouco avisado”.

Isto quando, explicou, “o Partido Socialista poderá ter entre um mínimo de 33% e de 40%”, e “o PSD poderá ter entre um mínimo de 24,2% e 31%”.

“Quer isto dizer que, se a votação no Partido Socialista se aproximar mais dos 34%, nós temos uma pequena vitória, se se aproximar mais do 40% teremos uma grande vitória, mas também, da parte do Partido Social-Democrata, se se aproximar mais dos 24% nós poderemos dizer que é algo que não nos recompensa, e se aproximarmos mais dos 31% é algo que nos deixa, de alguma forma, reconhecidos perante a vontade expressa do eleitorado”, salientou.

Por isso, David Justino ressalvou que é preciso esperar pelo “o resto da noite”, que ainda vai permitir “esclarecer e ajudar para aquilo que será o resultado final”.

Notando que o PSD teve “um aumento significativo” relativamente “às primeiras projeções, estimativas e sondagens que foram feitas no início da campanha”, o vice-presidente afirmou que o partido pretende “aguardar mais um tempo” antes de tirar conclusões, uma vez que “as margens ainda são muito grandes”.

“Mas isso não põe de parte o reconhecimento de uma vitória”, notou, considerando que “isto é uma noite geralmente em que todos ganham”.

“Nós não queremos assumir, digamos, essa figura que às vezes se torna um pouco ridícula. Se perdermos, perdemos, e portanto, reconhecendo que as projeções apontam para uma vitória do Partido Socialista, só tenho que felicitar e desejar que possa servir o país tal como nós desejaríamos de o servir também da mesma maneira”, concluiu.

A declaração foi saudada no final com palmas e alguns gritos “PSD, PSD” pelas poucas dezenas de apoiantes na sala onde está concentrada a comunicação social.

As projeções dos resultados eleitorais divulgadas hoje por RTP, SIC e TVI dão a vitória ao PS nas eleições legislativas, com entre 34% e 40% dos votos, seguindo-se o PSD, com entre 24,2% e 31%.

SMA/FM // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS