Vice-Presidente do Brasil inicia segunda-feira visita a Lisboa

O vice-presidente do Brasil inicia na segunda-feira uma visita oficial de três dias a Portugal, com uma agenda muito preenchida de encontros com Presidente da República, primeiro-ministro, presidente do parlamento e secretário executivo da CPLP, bem como empresários.

Vice-Presidente do Brasil inicia segunda-feira visita a Lisboa

Vice-Presidente do Brasil inicia segunda-feira visita a Lisboa

O vice-presidente do Brasil inicia na segunda-feira uma visita oficial de três dias a Portugal, com uma agenda muito preenchida de encontros com Presidente da República, primeiro-ministro, presidente do parlamento e secretário executivo da CPLP, bem como empresários.

Esta é a primeira visita oficial do vice-presidente brasileiro a Portugal, que terminará o seu mandato em janeiro, quando o novo governo, liderado por Lula da Silva, o presidente eleito, tomar posse.

Esta visita começa dois depois de Lula da Silva ter terminado a sua deslocação a Portugal como presidente eleito do Brasil.

Segundo um comunicado emitido hoje pelo gabinete de Hamilton Mourão, na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) o vice-presidente participará num reunião com o secretário executivo da organização, Zacarias da Costa, e numa sessão solene com representantes permanentes dos nove Estados-membros da organização, entre os quais se encontra o Brasil.

No primeiro dia da visita oficial a Portugal, que se realiza entre 21 e 24 de novembro, Hamilton Mourão terá logo pela tarde uma audiência com o Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém.

No segundo dia Hamilton Mourão encontra-se com o primeiro-ministro português, António Costa, pela manhã, ao início da tarde visitará o Consulado Geral do Brasil em Lisboa e depois irá reunir-se com o presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva.

Já na manhã de quarta-feira terá um encontro com empresários brasileiros e portugueses e a tarde é dedicada aos encontros na CPLP.

De acordo com a nota, o relacionamento bilateral entre os dois países, alicerçado em laços históricos e afetivos, fundamenta-se numa “sólida parceria política, económica e cultural, ademais de coordenação em foros internacionais”.

Na quinta-feira o vice-presidente brasileiro já não tem agenda, regressando logo pela manhã ao seu país, num voo que partirá do aeroporto militar de Figo Maduro.

O Brasil é hoje um dos principais provedores de matérias-primas e bens intermediários para a indústria portuguesa, refere ainda a nota. E “com isso, altera-se o perfil das exportações brasileiras: produtos como o café, a madeira, o açúcar, o couro e o cacau, que eram dominantes no passado, vêm cedendo espaço a outras ‘commodities'” destaca.

De acordo com o comunicado, em 2021, a lista exportadora brasileira é composta principalmente por óleos brutos de petróleo (62% do total), soja (9%), milho (4,4%) e produtos laminados de ferro ou aço (3,8%).

Já do lado das importações brasileiras, predominaram, em 2021, gorduras e óleos vegetais (37%), bebidas alcoólicas (9,6%), filés e outras carnes de peixe (5,6%), aeronaves e suas componentes (5,2%), e demais produtos da indústria de transformação (4,7%).

“O intercâmbio comercial Brasil-Portugal alcançou 3,5 mil milhões de dólares (cerca de 4,8 mil milhões de euros) de janeiro a outubro de 2022, representando um crescimento de 56% em relação ao mesmo período do ano passado”, sendo o mercado português o 18º destino das exportações brasileiras.

Além disso, adianta a nota, estima-se que haja cerca de 600 empresas de capital português atuando no Brasil, e Portugal figura na 14ª posição entre os países de origem de investimento direto estrangeiro naquele país.

ATR // JPS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS