Vencer direita “tingida de extrema-direita” só com luta da esquerda — Catarina Martins

A coordenadora do BE, Catarina Martins, defendeu hoje que a única forma de continuar a vencer a “direita tingida de extrema-direita” é a esquerda lutar pela maioria, o que determinará as soluções que forem encontradas para o país.

Vencer direita

Vencer direita “tingida de extrema-direita” só com luta da esquerda — Catarina Martins

A coordenadora do BE, Catarina Martins, defendeu hoje que a única forma de continuar a vencer a “direita tingida de extrema-direita” é a esquerda lutar pela maioria, o que determinará as soluções que forem encontradas para o país.

No encerramento da XII Convenção Nacional do BE e depois de reconduzida no cargo de coordenadora bloquista — apesar da sua direção ter perdido lugares na Mesa Nacional –, Catarina Martins apontou ao PSD e à extrema-direita, deixando o PS fora do alvo direto, ao contrário do que tinha feito na abertura da reunião magna.

“Só há, portanto, uma forma de continuar a vencer esta direita tingida de extrema-direita: que a esquerda lute pela maioria, que nunca se desvie da obrigação de ser a voz e a força do povo”, apelou.

Para a líder do BE, “ao fazer esta escolha vertiginosa, Rui Rio quer levar a extrema-direita para o Governo”, o que o fez perder “capacidade de disputar o centro ao PS”.

“À esquerda, essa desistência da direita coloca ainda maiores responsabilidades: toda a política nacional será determinada pela força da esquerda para conseguir as soluções para o país”, defendeu.

JF // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS