UE/Presidência: Espírito navegador de Portugal permitiu à Europa resistir às tormentas

O presidente do Conselho Europeu felicitou Portugal pela presidência da União Europeia no primeiro semestre do ano, considerando que fez jus à fama dos seus navegadores, ao conseguir que a Europa mantivesse o seu rumo apesar das tormentas.

UE/Presidência: Espírito navegador de Portugal permitiu à Europa resistir às tormentas

UE/Presidência: Espírito navegador de Portugal permitiu à Europa resistir às tormentas

O presidente do Conselho Europeu felicitou Portugal pela presidência da União Europeia no primeiro semestre do ano, considerando que fez jus à fama dos seus navegadores, ao conseguir que a Europa mantivesse o seu rumo apesar das tormentas.

Numa mensagem-vídeo hoje transmitida na sessão pública de balanço da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, realizada no Centro Cultural de Belém, Charles Michel saúda “o trabalho extraordinário” da presidência portuguesa do Conselho da UE, num contexto particularmente difícil, devido à pandemia da covid-19.

“A UE tem enfrentado turbulências, tal como o resto do mundo, com esta crise do covid-19 que nos atingiu, mas a presidência portuguesa, a vossa liderança, permitiu-nos lançar as bases para a recuperação económica, graças às medidas ligadas ao orçamento europeu e ao fundo de recuperação europeu”, disse o presidente do Conselho Europeu na mensagem gravada e exibida na sessão de balanço.

Ainda no quadro das tormentas causadas pela pandemia, Charles Michel aponta que “a presidência portuguesa se empenhou também em relançar progressivamente a mobilidade intraeuropeia”, assim como colocou todo o seu empenho “para conseguir coordenar todos os esforços necessários para travar a ameaça da covid-19 e, pouco a pouco, vencer esta pandemia que nos atingiu duramente”.

“Além disso, a presidência portuguesa deu um passo fundamental e especialmente bem-sucedido: a cimeira do Porto”, destaca, considerando que esta “foi uma ocasião para a UE mostrar que avança nas duas vertentes, do desenvolvimento económico e da coesão social”, e manifestando-se convicto de que “este momento de encontro dos dirigentes políticos, económicos e sociais lança um sinal muito forte e muito otimista para o futuro da UE”.

Por fim, o dirigente belga aponta que “Portugal teve um papel decisivo” na concretização da conferência sobre o futuro da Europa, finalmente lançada, fazendo “votos para que o debate, tónico e democrático, seja uma ocasião de fazer avançar a UE”.

“Nós sabemos que Portugal é conhecido pelos seus navegadores que ajudaram a descobrir o mundo. Esse talento continua a ser bem português, pois permitiu que, apesar das tormentas e das dificuldades, a UE conseguisse manter o rumo”, conclui o presidente do Conselho Europeu na sua mensagem de felicitações à quarta presidência portuguesa do Conselho da UE, que decorreu entre 01 de janeiro e 30 de junho.

ACC/ANE // ANP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS