UE “agradada” por voltar a ter estatuto diplomático “habitual” junto dos EUA

A União Europeia afirmou-se hoje “agradada” com a decisão dos Estados Unidos de anular a redução do estatuto diplomático da sua representação em Washington e voltar a conceder-lhe o estatuto de “Estado”.

UE

UE “agradada” por voltar a ter estatuto diplomático “habitual” junto dos EUA

A União Europeia afirmou-se hoje “agradada” com a decisão dos Estados Unidos de anular a redução do estatuto diplomático da sua representação em Washington e voltar a conceder-lhe o estatuto de “Estado”.

Apontando que Bruxelas “estava em contacto com a administração norte-americana” desde finais de 2018 para “clarificar” a decisão de Washington de baixar o estatuto diplomático da representação europeia, a porta-voz para a Política Externa, Maja Kocijancic, afirmou hoje que a UE está “por isso agradada que os EUA tenham tomado a decisão de regressar à prática protocolar habitual”.

Num comunicado publicado hoje, os Estados Unidos anunciaram a anulação da redução do estatuto diplomático da representação da União Europeia em Washington, qualificando mesmo o bloco europeu como “um dos parceiros mais valiosos dos Estados Unidos”.

O embaixador dos Estados Unidos junto da UE, Gordon Sondland, anunciou que a decisão tem “efeitos imediatos”.

No final de 2018, a administração norte-americana baixou o estatuto diplomático da representação europeia do nível de “Estado” para o de “Organização Internacional”, o que foi mal recebido em Bruxelas.

A decisão não foi comunicada formalmente à UE e só foi conhecida quando, no funeral do ex-presidente George Bush, realizado a 05 de dezembro, o embaixador da UE, David O’Sullivan, não foi chamado na ordem protocolar de antiguidade, mas em último lugar.

“O embaixador dos Estados Unidos junto da UE tem o prazer de anunciar que a partir de hoje o Departamento de Estado vai voltar a reconhecer a representação da UE em Washington como equivalente à de uma missão bilateral na ordem de precedência do corpo diplomático”, lê-se no comunicado hoje divulgado.

O anúncio é feito dois dias antes de um encontro previsto entre a comissária europeia do Comércio, Cacilia Malmström, e o seu homólogo norte-americano, Robert Lightthizer, sobre um acordo de comércio livre relativo a bens industriais.

A UE é uma organização internacional, mas desde 2016 tinha protocolarmente o estatuto de um Estado-membro nos Estados Unidos e o chefe da representação o estatuto de embaixador.

ACC (MDR) // FPA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS