Ucrânia: Zelensky pede aos Países Baixos se prepararem para boicotar energia russa

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, pediu hoje aos Países Baixos para que estejam preparados para boicotar a energia russa, num discurso, por videoconferência, no parlamento holandês.

Ucrânia: Zelensky pede aos Países Baixos se prepararem para boicotar energia russa

Ucrânia: Zelensky pede aos Países Baixos se prepararem para boicotar energia russa

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, pediu hoje aos Países Baixos para que estejam preparados para boicotar a energia russa, num discurso, por videoconferência, no parlamento holandês.

Zelensky pede aos Países Baixos se prepararem para boicotar energia russa. “Estejam preparados para interromperem as exportações de energia da Rússia, para não pagarem milhões e milhões para a guerra”, afirmou o Presidente ucraniano. Zelensky, que voltou a falar com a bandeira da Ucrânia em fundo, pediu aos Países Baixos “sanções mais fortes” e a “cessação de todo o comércio” com a Rússia.

Ucrânia: Basquetebolista Jonas Jerebko excluído da seleção após assinar por clube russo
O basquetebolista Jonas Jerebko foi excluído da seleção sueca após ter assinado contrato com o CSKA Moscovo, em plena invasão russa à Ucrânia, anunciou esta quinta-feira em comunicado a federação da modalidade (SBBF).

A União Europeia (UE) importa 90% do gás que consome, sendo a Rússia responsável por cerca de 45% dessas importações, em níveis variáveis entre os 27 Estados-membros. A Rússia é também responsável por cerca de 25% das importações de petróleo e 45% das importações de carvão da UE.

Em 08 de março, a Comissão Europeia propôs uma eliminação progressiva da dependência de combustíveis fósseis da Rússia antes de 2030, com uma aposta no Gás Natural Liquefeito (GNL) e nas energias renováveis, estimando reduzir, até final do ano, dois terços de importações de gás russo.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que matou pelo menos 1.189 civis, incluindo 108 crianças, e feriu 1.901, entre os quais 142 crianças, segundo os mais recentes dados da ONU, que alerta para a probabilidade de o número real de vítimas civis ser muito maior. A guerra provocou a fuga de mais de 10 milhões de pessoas, incluindo mais de 4 milhões de refugiados em países vizinhos e cerca de 6,5 milhões de deslocados internos. A ONU estima que cerca de 13 milhões de pessoas necessitam de assistência humanitária na Ucrânia. A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

Impala Instagram


RELACIONADOS