Ucrânia: Guterres apela em Odessa para abertura dos mercados a alimentos russos

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse hoje em Odessa, no sul Ucrânia, que, além da libertação de cereais e fertilizantes produzidos neste país, é preciso permitir o acesso ao mercado global de alimentos russos fora de sanções.

Ucrânia: Guterres apela em Odessa para abertura dos mercados a alimentos russos

Ucrânia: Guterres apela em Odessa para abertura dos mercados a alimentos russos

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse hoje em Odessa, no sul Ucrânia, que, além da libertação de cereais e fertilizantes produzidos neste país, é preciso permitir o acesso ao mercado global de alimentos russos fora de sanções.

Falando em conferência de imprensa após uma visita ao Porto de Odessa, Guterres afirmou que aquilo que se vê neste local é “apenas a parte visível da solução” para a crise alimentar e de preços, numa alusão à iniciativa de libertação de cereais retidos pela guerra na Ucrânia através do Mar Nego.

A outra parte é “desimpedir o acesso ao mercado global de alimentos e fertilizantes russos que não estejam sob sanções”, prosseguiu, apelando a todos os governos e setor privado para que contribuam para este objetivo.

“Sem fertilizantes em 2022, pode não haver comida suficiente em 2023”, declarou, acompanhado pelo ministro das Infraestruturas ucraniano, Olexander Kubrakov.

No fim da visita, o secretário-geral da ONU afirmou ser “emocionante estar em Odessa” e ver um navio ser carregado com trigo de novo, após o porto ter estado paralisado durante meses, desde o início da invasão russa da Ucrânia, a 24 de fevereiro.

“É motivo de alegria, mas também emotivo, pela tristeza que senti ao ver este maravilhoso porto e seus terminais praticamente vazios, e a possibilidade de desenvolver a Ucrânia e outras regiões ser cortada por causa da guerra”, lamentou.

HB // PDF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS