Uber investigada por suspeitas de trabalho ilegal

A empresa norte-americana Uber está a ser alvo de uma investigação em França, desde 2015, por suspeitas de trabalho ilegal, anunciou hoje o Ministério Público francês.

Uber investigada por suspeitas de trabalho ilegal

Uber investigada por suspeitas de trabalho ilegal

A empresa norte-americana Uber está a ser alvo de uma investigação em França, desde 2015, por suspeitas de trabalho ilegal, anunciou hoje o Ministério Público francês.

A empresa norte-americana Uber está a ser alvo de uma investigação em França, desde 2015, por suspeitas de trabalho ilegal, anunciou hoje o Ministério Público francês. Segundo a agência de notícias EFE, as investigações estão a cargo do Departamento Central de Combate ao Trabalho Ilegal. A investigação foi aberta em 2015, mas esteve algum tempo suspensa, tendo sido retomada em 2020.

Uber e outras plataformas com melhores condições de trabalho

De acordo com o jornal parisiense Le Figaro, até ao momento as autoridades ainda só solicitaram documentos à multinacional que desenvolveu uma aplicação para transporte privado urbano semelhante ao táxi. O mesmo jornal avançou que está previsto interrogar “dezenas” de motoristas daquela plataforma, para saber as suas condições de trabalho e de contratação.

Na terça-feira, o comissário europeu para o Emprego, Nicolas Schmit, afirmou que a falta de direitos sociais dos trabalhadores deste tipo de plataformas “não é aceitável”. A Comissão Europeia vai tornar público, na quinta-feira, o pacote de medidas que adotou para melhorar as condições de trabalho nas plataformas digitais, que incluem empresas como Amazon, Airbnb ou Uber.

Motorista da Uber denuncia passageiro que bateu na mulher

Um motorista da Uber denunciou à PSP um passageiro que acabara de transportar, em Lisboa, por insultar e bater na companheira após chegar ao destino. O homem, de 29 anos, foi detido e mais tarde libertado pelo tribunal, sujeito a termo de identidade de residência. De acordo com o Jornal de Notícias, após deixar o passageiro na Ajuda, na madrugada da passada quinta-feira, o motorista reparou que o homem começara a dar socos e pontapés na porta de uma habitação enquanto gritava com alguém. Já lá dentro, o motorista viu-o agredir e injuriar a companheira. Com a PSP no local, a vítima conseguiu abrir a porta e o homem foi detido. Leia mais aqui

 

Impala Instagram


RELACIONADOS