Turismo internacional cresce 4% em 2021 mas ainda está 72% abaixo da pandemia – OMT

A chegada de turistas internacionais em todo o mundo teve um crescimento de 4% em 2021, mas este número é 72% inferior ao registado antes da pandemia de covid-19, revelou hoje a Organização Mundial do Turismo (OMT).

Turismo internacional cresce 4% em 2021 mas ainda está 72% abaixo da pandemia - OMT

Turismo internacional cresce 4% em 2021 mas ainda está 72% abaixo da pandemia – OMT

A chegada de turistas internacionais em todo o mundo teve um crescimento de 4% em 2021, mas este número é 72% inferior ao registado antes da pandemia de covid-19, revelou hoje a Organização Mundial do Turismo (OMT).

Esta organização não governamental com sede em Madrid considera que 2021 foi “outro ano difícil” e a recuperação do setor requer “uma coordenação mais forte” e uma taxa de vacinação “mais elevada”.

O turismo mundial registou um aumento de 4% em 2021, de 400 milhões para 415 milhões de pessoas, mas as chegadas de turistas internacionais (visitantes que pernoitam) permaneceu 72% abaixo dos números de 2019, o ano anterior à pandemia, de acordo com as estimativas preliminares da Organização Mundial do Turismo (OMT).

Os números de 2021 não estão assim longe dos de 2020, o pior ano de sempre para o turismo internacional, quando se registou um declínio de 73% nas chegadas internacionais.

A primeira edição de 2022 do Barómetro Mundial do Turismo da OMT indica que o aumento das taxas de vacinação, combinado com a flexibilização das restrições para viajar devido a uma maior coordenação transfronteiriça e novos protocolos, ajudaram a “libertar uma procura deprimida”.

O turismo internacional “recuperou moderadamente” na segunda metade de 2021, com as chegadas no terceiro e quarto trimestres 62% mais baixas do que antes da pandemia.

De acordo com dados preliminares, as chegadas de turistas internacionais em dezembro de 2021 foram 65% inferiores às do mesmo mês de 2019, sendo ainda imprevisível o verdadeiro impacto da variante Ómicron da covid-19.

O ritmo de recuperação continua “lento e desigual” em todas as regiões do mundo, devido a vários graus de restrições de mobilidade, taxas de vacinação e confiança dos turistas.

A Europa e as Américas registaram os melhores resultados em 2021, em relação a 2020 (+19% e +17% respetivamente), mas ambas permanecem 63% abaixo dos níveis pré-pandémicos.

Segundo o último Painel de Peritos da OMT, a maioria dos profissionais de turismo (61%) indica haver melhores perspetivas para 2022.

A maioria dos peritos (64%) espera agora que as chegadas internacionais não regressem aos níveis de 2019 até 2024 ou mais tarde, contra 45% no inquérito de setembro.

FPB // MSF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS