Trump reúne-se bilateralmente com Merkel e Macron em Bruxelas - oficial

Trump reúne-se bilateralmente com Merkel e Macron em Bruxelas – oficial

O presidente dos EUA vai manter hoje encontros bilaterais com a chanceler Angela Merkel, e com o seu homólogo francês, Emmanuel Macron, à margem da cimeira da NATO.

Bruxelas, 11 jul (Lusa) — O presidente dos EUA, Donald Trump, vai manter hoje encontros bilaterais com a chanceler alemã, Angela Merkel, e com o seu homólogo francês, Emmanuel Macron, à margem da cimeira da NATO, em Bruxelas, indicou fonte oficial do executivo de Washington.


Segundo a porta-voz do Governo norte-americano, Sarah Sanders, Trump reúne-se com Merkel às 15:30 (14:30 de Lisboa) e com Macron mais tarde, sem ter precisado a hora do encontro.


O Presidente dos EUA criticou hoje a Alemanha por causa do investimento no projeto do gasoduto Nord Stream II, cuja construção está prevista para arrancar este mês e que sai de Ust-Luga, na Rússia, atravessando todo o mar Báltico até terminar em Greifswald, na Alemanha.


Para Trump, “a Alemanha está refém da Rússia” por causa das importações de energia, ao mesmo tempo que a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN, na sigla inglesa) tem que “se defender da Rússia”.


Trump tem contestado o incumprimento, por parte de muitos dos Aliados — incluindo a Alemanha e a França –, do objetivo acordado de consagrar 2% Produto Interno Bruto (PIB) para o orçamento da NATO.


Um relatório da Aliança, publicado na terça-feira, no âmbito da cimeira, revela que apenas quatro países, além dos Estados Unidos — Grécia, Estónia, Reino Unido e Letónia — já atingem a “meta” dos 2% acordada na cimeira do País de Gales em 2014, para ser alcançada no espaço de 10 anos (até 2024).


Portugal consagra atualmente cerca de 1,36% do a despesas em Defesa, ainda longe do objetivo de 2% acordado entre os países membros da NATO, segundo os dados divulgados na terça-feira pela organização.


De acordo com os dados publicados — para 2017 e 2018 trata-se ainda de estimativas -, Portugal destinou no ano passado 2.398 milhões de euros a despesas em Defesa, o que equivale a 1,24% do seu PIB, devendo este ano aumentar para 2.728 milhões de euros, o equivalente a 1,36% da riqueza nacional.



IG (ACC/AMG)

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS