Trump não descarta eventual saída de Pompeo para tentar candidatura ao Senado

O Presidente norte-americano, Donald Trump, deu a entender estar disponível para aceitar uma eventual saída do atual secretário de Estado, Mike Pompeo, caso este deseje tentar uma candidatura ao Senado nas eleições de novembro de 2020.

Trump não descarta eventual saída de Pompeo para tentar candidatura ao Senado

Trump não descarta eventual saída de Pompeo para tentar candidatura ao Senado

O Presidente norte-americano, Donald Trump, deu a entender estar disponível para aceitar uma eventual saída do atual secretário de Estado, Mike Pompeo, caso este deseje tentar uma candidatura ao Senado nas eleições de novembro de 2020.

A possível saída de Pompeo da administração Trump voltou a ser abordada nos últimos dias pelos ‘media’ norte-americanos, bem como a sua eventual intenção de concorrer a um mandato no Senado (câmara alta do Congresso) pelo Estado do Kansas.

“Mike gosta realmente do que faz”, disse Donald Trump, em declarações ao canal de televisão Fox News, considerando o atual chefe da diplomacia norte-americana “uma pessoa incrível, que está a fazer um ótimo trabalho num mundo muito complicado”.

“Mas ele ama o Kansas. Ele ama as pessoas do Kansas”, afirmou o Presidente, prosseguindo: “Se ele achar que existe um risco de perder o lugar (no Senado), acho que ele fará isso e irá ganhar com uma grande margem porque é muito apreciado no Kansas”.

Esta semana, a revista norte-americana Time avançou, citando três proeminentes figuras do Partido Republicano que falaram sob a condição de anonimato, que Pompeo teria abordado nas últimas semanas com estes mesmos responsáveis uma eventual renúncia e os seus planos para uma futura candidatura ao Senado nas próximas eleições.

Mas, segundo as mesmas fontes, Pompeo está a enfrentar um dilema sobre a melhor altura para o anúncio de uma possível saída do Departamento de Estado, por causa dos recentes desenvolvimentos do inquérito com vista a um processo de destituição de Trump, nomeadamente sobre o papel que desempenhou na questão ucraniana e nos contactos com o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, para o avanço de uma investigação relacionada com Joe Biden [ex-vice-Presidente norte-americano e eventual candidato Democrata nas eleições presidenciais de 2020] e o seu filho Hunter Biden.

As fontes disseram à Time que os planos de Pompeo era ficar no Departamento de Estado até à próxima primavera, mas os desenvolvimentos do inquérito, a decorrer ao nível da Câmara dos Representantes [câmara baixa do Congresso], está, segundo as mesmas, a fragilizar politicamente o secretário de Estado, bem como a sua relação com Trump.

O Kansas não tem um senador Democrata desde 1932, mas a iminente reforma do senador Republicano veterano do Kansas Pat Roberts está a preocupar o aparelho do partido Republicano, segundo indicou a CNN, que tentou obter um comentário do Departamento de Estado sobre as declarações de hoje de Trump sobre Pompeo.

Caso seja reeleito nas presidenciais de 2020, Trump quer conservar a atual maioria republicana no Senado.

SCA // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS