Trump diz que EUA darão ajuda ao povo iraniano quando for «o momento adequado»

Donald Trump disse que, «no momento adequado», os EUA darão apoio ao povo iraniano, e respeita quem tenta «recuperar o controlo de um governo corrupto»

Trump diz que EUA darão ajuda ao povo iraniano quando for «o momento adequado»

Trump diz que EUA darão ajuda ao povo iraniano quando for «o momento adequado»

Donald Trump disse que, «no momento adequado», os EUA darão apoio ao povo iraniano, e respeita quem tenta «recuperar o controlo de um governo corrupto»

O Presidente norte-americano, Donald Trump, disse esta quarta-feira que, “no momento adequado”, os Estados Unidos darão apoio ao povo iraniano, referindo que tem “muito respeito” por quem tenta “recuperar o controlo de um governo corrupto”.

“Muito respeito pelo povo do Irão que tenta recuperar o controlo do seu governo corrupto. No momento adequado verão um grande apoio dos Estados Unidos!”, escreveu Trump na sua conta do Twitter.

As manifestações contra a política económica do governo iraniano começaram na passada quinta-feira na cidade de Mashad – a segunda maior do país – estendendo-se depois a várias outras localidades, entre as quais a capital, Teerão.

Os protestos resultaram, até ao momento, em pelo menos 21 mortos, e centenas de detenções entre os manifestantes.

Esta quarta-feira, milhares de iranianos manifestaram-se em várias cidades iranianas, mas a favor do regime, gritando “Morte aos Estados Unidos, morte a Israel”.

Desde os primeiros dias de protestos que Trump tem enviado mensagens de apoio aos manifestantes, com comentários sobre a situação política e económica do Irão: na segunda-feira afirmou ter chegado “a hora da mudança” no país, e no domingo acusou o governo de Teerão de “bloquear a Internet” para impedir as comunicações entre os manifestantes.

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, afirmou na terça-feira que as mensagens de Trump não se referiam a uma mudança de regime no Irão, mas sim a um apelo para que o povo iraniano possa usufruir de “direitos humanos básicos” e para que Teerão deixe de “patrocinar o terrorismo”.

Ainda assim, na mensagem desta quarta-feira – que refere que “o povo do Irão tenta recuperar o controlo do seu governo corrupto” – Trump parece ir mais longe, numa referência a eventuais alterações políticas no país.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS