Tribunal confirma proibição de uso de fundos do Pentágono para construir muro

Um tribunal confirmou na quarta-feira a proibição da utilização de fundos do Pentágono na construção do muro fronteiriço com o México, lançando dúvidas sobre a capacidade de Donald Trump honrar a sua promessa eleitoral antes das eleições de 2020.

Tribunal confirma proibição de uso de fundos do Pentágono para construir muro

Tribunal confirma proibição de uso de fundos do Pentágono para construir muro

Um tribunal confirmou na quarta-feira a proibição da utilização de fundos do Pentágono na construção do muro fronteiriço com o México, lançando dúvidas sobre a capacidade de Donald Trump honrar a sua promessa eleitoral antes das eleições de 2020.

Um painel de três juízes do 9.º Circuito de Tribunal de Apelos, em San Francisco, Estados Unidos da América, concordou com a decisão de um tribunal de primeira instância, que impediu o governo de usar o dinheiro do Departamento de Defesa afeto à luta conta a droga para construir seções do muro nos Estados do Arizona e Novo México.

A decisão é um revés para Trump, que provocou o encerramento dos serviços do Governo federal no início deste ano, durante 35 dias, o designado ‘shutdown’, terminando-o depois de o Congresso lhe ter dado menos dinheiro do que pretendia.

Declarou então uma emergência nacional, ao abrigo da qual a Casa Branca garantiu que iria obter o dinheiro necessário, na ordem dos milhares de milhões de dólares, dos recursos do Pentágono.

A decisão pode ser objeto de recurso, mas até ser conhecido o Governo norte-americano não pode avançar com a construção do muro.

A decisão judicial impede explicitamente a continuação dos trabalhos em duas seções, uma, com 74 quilómetros, no Novo México e outra, com oito quilómetros, em Yuma, no Arizona.

RN // PVJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS