Trabalhadores que fazem manutenção dos Alfa Pendular iniciam hoje greve parcial

Trabalhadores que fazem manutenção dos Alfa Pendular iniciam hoje greve parcial

Os trabalhadores da Unidade de Manutenção de Alta Velocidade da EMEF estão a partir de hoje e por tempo indeterminado em greve a “todo o trabalho extraordinário”.

Lisboa, 18 ago (Lusa) — Os trabalhadores da Unidade de Manutenção de Alta Velocidade (UMAV) da EMEF — Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário estão a partir de hoje e por tempo indeterminado em greve a “todo o trabalho extraordinário”.

Este protesto foi convocado pelo Sindicato Independente Nacional dos Ferroviários (SINFB), em protesto contra a falta de admissões para a oficina dos comboios alfa pendular.

“A nossa estrutura sindical decidiu que era a gota de água numa situação que já se arrasta há muito na UMAV e que teria de ser desencadeada uma ação que mostrasse a preocupação com o que se está a passar”, lê-se em informação do SINFB.

José Oliveira Vilela, dirigente do SINFB, referiu que, com esta paralisação, os trabalhadores querem que a “tutela [Ministério das Infraestruturas] olhe de uma maneira diferente para a EMEF e coloque trabalhadores onde são precisos”.

O ministério de Pedro Marques anunciou recentemente o reforço do setor da manutenção do material circulante, com o recrutamento de mais 102 trabalhadores para a EMEF.

PL // CSJ

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Trabalhadores que fazem manutenção dos Alfa Pendular iniciam hoje greve parcial

Os trabalhadores da Unidade de Manutenção de Alta Velocidade da EMEF estão a partir de hoje e por tempo indeterminado em greve a “todo o trabalho extraordinário”.