Trabalhadores da Altice instauram providências cautelares para travar despedimento coletivo

O STPT anunciou terem sido entregues nos tribunais do trabalho de Vila Real, Lisboa, Porto e Portalegre 4 providências cautelares para suspender despedimento coletivo de trabalhadores da Meo

Trabalhadores da Altice instauram providências cautelares para travar despedimento coletivo

Trabalhadores da Altice instauram providências cautelares para travar despedimento coletivo

O STPT anunciou terem sido entregues nos tribunais do trabalho de Vila Real, Lisboa, Porto e Portalegre 4 providências cautelares para suspender despedimento coletivo de trabalhadores da Meo

Redação, 18 ago 2021 (Lusa) — O Sindicato dos Trabalhadores do Grupo Altice em Portugal (STPT) anunciou hoje terem sido entregues nos tribunais do trabalho de Vila Real, Lisboa, Porto e Portalegre quatro providências cautelares para suspender o despedimento coletivo de trabalhadores da Meo.

“Deram entrada nos tribunais do trabalho (Vila Real, Lisboa, Porto e Portalegre) quatro providências cautelares que têm por objetivo suspender o despedimento coletivo de trabalhadores da Meo que tinham condições para as instaurar”, refere o sindicato em comunicado.

Segundo salienta, nos fundamentos das providências cautelares entregues é “absolutamente evidente” a “facilidade legal de montar a engenharia económica e jurídica de um despedimento coletivo por parte da Meo”.

PD // JNM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS