Tempo dedicado aos filhos passa a contar para a reforma na Argentina

Medida beneficia de forma imediata 155 mil mães entre os 60 e os 64 anos, já com idade para, na Argentina, poderem pedir a reforma.

Tempo dedicado aos filhos passa a contar para a reforma na Argentina

Tempo dedicado aos filhos passa a contar para a reforma na Argentina

Medida beneficia de forma imediata 155 mil mães entre os 60 e os 64 anos, já com idade para, na Argentina, poderem pedir a reforma.

O governo da Argentina decidiu passar a reconhecer o trabalho e a dedicação das mães para com os filhos e, agora, o cuidado dedicado às crianças vai contar como tempo de serviço no momento de a mulher entregar os papéis para a reforma. Este reconhecimento é ainda mais ‘premiado’ para mães que adotarem crianças ou que tiverem filhos com deficiências.

Recompensar mães que interromperam a carreira para tomarem conta dos filhos

A medida irá beneficiar de forma imediata quase 155 mil mães com idades entre os 60 e os 64 anos, já com idade para, na Argentina, poderem pedir para se reformarem, ainda que não tenham os 30 anos de contribuição exigidos por lei. A pretensão argentina é recompensar mães que muitas vezes interromperam a carreira profissional para tomarem conta dos filhos e a medida entra em vigor ainda neste mês de agosto.

Critérios para mães pedirem a reforma com o tempo dedicado aos filhos

– Será incluído um ano de contribuição para cada filho;
– Serão incluídos dois anos de contribuição para cada filho adotado;
– Serão incluídos três anos de contribuição para cada filho com deficiência;
– Além disso, mães que recebem algum tipo de benefício de assistência social poderão acrescentar mais dois anos por cada filho.

LEIA AGORA
Avós que cuidem dos netos vão ter direito a salário
Avós que cuidem dos netos vão ter direito a salário
Projeto passa pelo pagamento de um salário a avós com menos de 65 anos que cuidem dos seus netos. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS