TAP: Trabalhadores protestam contra plano de reestruturação da companhia

Dezenas de trabalhadores da TAP concentraram-se hoje junto às instalações da companhia, em Lisboa, para mostrar o seu descontentamento com um plano de reestruturação que “faz cortes cegos” e alertar que a empresa não conseguirá aproveitar a retoma.

TAP: Trabalhadores protestam contra plano de reestruturação da companhia

TAP: Trabalhadores protestam contra plano de reestruturação da companhia

Dezenas de trabalhadores da TAP concentraram-se hoje junto às instalações da companhia, em Lisboa, para mostrar o seu descontentamento com um plano de reestruturação que “faz cortes cegos” e alertar que a empresa não conseguirá aproveitar a retoma.

Ao som de palavras de ordem como “Somos TAP, somos Portugal”, “Queremos trabalhar” ou “O que é que nós queremos? Transparência”, os manifestantes exigem respostas acentuando que por trás do número de despedimentos apontado no plano de reestruturação, estão trabalhadores.

Esta concentração foi promovida pelo movimento “os números da TAP têm um rosto”, que se assume apartidária e sem ligação aos sindicatos que representam os trabalhadores da companhia aérea e segue-se à que na semana passada foi realizada em frente à Assembleia da República.

O plano de restruturação da TAP vai ser entregue na quinta-feira em Bruxelas, sendo que entre hoje e quinta-feira o Governo reúne-se à porta fechada com os vários partidos com assento parlamentar para dar conta do conteúdo do documento.

A entrega do plano nesta quinta-feira acontece, assim, no último dia do prazo para tal.

A apresentação do plano de reestruturação da TAP à Comissão Europeia até quinta-feira é uma exigência de Bruxelas, pela concessão de um empréstimo do Estado de até 1.200 milhões de euros, para fazer face às dificuldades da companhia, decorrentes do impacto da pandemia de covid-19 no setor da aviação.

O plano prevê o despedimento de 500 pilotos, 750 tripulantes de cabine e 750 trabalhadores de terra, a redução de 25% da massa salarial do grupo e do número de aviões que compõem a frota da companhia, divulgaram os sindicatos que os representam.

O Sindicato dos Pilotos de Aviação Civil (SPAC) e o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) apelaram ao Governo que negoceie com Bruxelas o adiamento da apresentação do plano de reestruturação da TAP, denunciando que este está baseado em previsões de mercado “completamente desatualizadas”.

O grupo parlamentar do PSD informou segunda-feira que foi informado pelo Governo da intenção do Executivo de levar o plano de reestruturação da TAP a debate na Assembleia da República.

LT (MPE) // JNM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS