Suzana Garcia quer comprar Estádio da Reboleira

Candidata do PSD à Câmara da Amadora pediu ao administrador judicial para suspender a venda do Estádio até às eleições. SAD liderada por André Geraldes apresentou proposta de dois milhões de euros há um mês.

Suzana Garcia quer comprar Estádio da Reboleira

Candidata do PSD à Câmara da Amadora pediu ao administrador judicial para suspender a venda do Estádio até às eleições. SAD liderada por André Geraldes apresentou proposta de dois milhões de euros há um mês.

Suzana Garcia, candidata do PSD à Câmara da Amadora, anunciou, nesta terça-feira, que pretende comprar o Estádio José Gomes, na Reboleira, no âmbito do processo de insolvência que está ainda em curso.

“Há doze anos a instituição que servia de maior e melhor embaixador da cidade da Amadora –  o Clube Futebol Estrela da Amadora – entrou num capítulo negro da sua gloriosa história e caiu na insolvência. Desse momento negro resultou a perda, pela cidade, não só da sua mais prestigiosa instituição, como também da amputação de um potencial de desenvolvimento harmonioso da cidade baseado no Desporto. De certa forma, não foi só o Estádio José Gomes que foi arrestado. Também foi arrestado parte importante do orgulho e do futuro desta cidade”, começa por escrever em comunicado.

Suzana Garcia garantiu que se for eleita para a Câmara em questão, irá “exercer o direito de compra” do Estádio para ceder a sua utilização ao Club Football Estrela (da Amadora), atual denominação do clube.

“Por isso saúdo hoje todos aqueles que unidos pelo amor à cidade e a este grande clube fizeram, em 2011, renascer o nosso Estrela da Amadora. É, pois, na defesa deste futuro, que exorto o administrador judicial a suspender a venda do Estádio José Gomes até à tomada de posse da nova Câmara Municipal da Amadora, resultante das próximas eleições autárquicas. Pretenderei, quando eleita, exercer o direito de compra do Estádio José Gomes e proceder, de seguida, à sua concessão para utilização ao nosso Estrela da Amadora”.

A SAD do Estrela da Amadora, liderada por André Geraldes, apresentou, no passado dia 15 de abril, uma proposta de dois milhões de euros para a aquisição do estádio, estando perto de encerrar um processo que se arrasta há já 12 anos.

Cidade Desportiva está nos planos

A candidata do PSD adiantou ainda que um dos objetivos passa por transformar a Amadora numa cidade desportiva. “A Amadora precisa de construir aqui na Reboleira, a sua futura Cidade Desportiva. Uma Cidade em que as várias modalidades desportivas, das várias instituições desportivas da Amadora, tenham infraestruturas modernas adequadas, num espaço público qualificado”, começou por explicar.

“Uma Cidade sustentável e sustentada no Desporto e na formação das novas gerações. Uma Cidade de qualidade promotora da excelência e potenciadora de novas esperanças e novos talentos. Uma Cidade de futuro. É essa Cidade Desportiva que pretendo aqui construir, nesta porção de território. Durante esta campanha eleitoral irei apresentar aos amadorenses e submeter à sua decisão a proposta da Cidade Desportiva que ambiciono e que pretendo fazer durante o próximo mandato”, concluiu.

O Estádio José Gomes, mais conhecido como Estádio da Reboleira, foi fundado em 1957, faliu em 2009, foi considerado insolvente em 2010 e extinto no ano seguinte. Em causa, estavam dívidas que ascendiam aos 36 milhões de euros às Finanças, Segurança Social, fornecedores, funcionários e jogadores.

Impala Instagram


RELACIONADOS