Sobe para 56 o número de mortos devido às fortes chuvas que atingiram Pernambuco

O número de mortos devido às fortes chuvas que atingiram o nordeste do estado de Pernambuco desde o início da semana aumentou hoje para 56, estando o mesmo número de pessoas desaparecidas, segundo o último boletim do governo regional.

Sobe para 56 o número de mortos devido às fortes chuvas que atingiram Pernambuco

Sobe para 56 o número de mortos devido às fortes chuvas que atingiram Pernambuco

O número de mortos devido às fortes chuvas que atingiram o nordeste do estado de Pernambuco desde o início da semana aumentou hoje para 56, estando o mesmo número de pessoas desaparecidas, segundo o último boletim do governo regional.

A maioria dos desaparecidos concentra-se entre as cidades de Recife, a capital do estado, e Olinda, onde os bombeiros e o exército foram destacados para participar nos esforços de salvamento.

A maioria das vítimas morreu durante os deslizamentos de terra que ocorreram no sábado na região metropolitana do Recife, a mais afetada pela tempestade que atingiu vários estados do nordeste do Brasil, principalmente Pernambuco.

O episódio mais trágico teve lugar no dia anterior no bairro Jardim Monte Verde, no sul do Recife, onde 20 pessoas morreram quando um deslizamento de terra varreu dezenas de casas construídas numa encosta arborizada.

Além disso, mais de 4.000 pessoas que vivem em zonas de risco foram forçadas a abandonar as suas casas, disse o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, durante uma conferência de imprensa em Recife, onde foi declarada uma “situação de emergência”.

Embora as chuvas tenham feito hoje uma breve pausa, o ministro avisou que é esperada chuva nos próximos dias, pelo que o número de vítimas poderá aumentar.

“A primeira coisa a fazer é manter as medidas de auto proteção”, disse Daniel Ferreira.

Daniel Ferreira integrou uma delegação ministerial que se deslocou à região para sobrevoar a zona afetada pelas chuvas, onde o Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, irá na segunda-feira “para saber mais sobre a tragédia”, como anunciou nas suas redes sociais.

“O nosso Governo disponibilizou, desde o primeiro momento, todos os seus recursos para ajudar as pessoas afetadas, incluindo as forças armadas”, afirmou.

SMM // VAM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS