Sissoco Embaló apela a guineenses para irem votar e para deixarem “boatos”

O candidato às presidenciais do Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15) Umaro Sissoco Embaló pediu hoje aos guineenses para irem votar e “deixarem os boatos”, sublinhando que espera que tudo continue a correr bem.

Sissoco Embaló apela a guineenses para irem votar e para deixarem

Sissoco Embaló apela a guineenses para irem votar e para deixarem “boatos”

O candidato às presidenciais do Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15) Umaro Sissoco Embaló pediu hoje aos guineenses para irem votar e “deixarem os boatos”, sublinhando que espera que tudo continue a correr bem.

“É de participarem em massa e para deixarem os boatos. A Guiné-Bissau é um país de boatos, infelizmente. Temos de deixar os boatos”, afirmou aos jornalistas o general na reserva.

Umaro Sissoco Embaló votou em Gabu, no nordeste do país, a cerca de 200 quilómetros de Bissau, onde está recenseado e nas eleições legislativas de 10 de março foi eleito deputado, mas regressou à capital guineense onde fez declarações aos jornalistas.

Segundo o antigo primeiro-ministro guineense, em Gabu constatou uma participação eleitoral elevada dos eleitores e disse esperar que “tudo continue a correr bem”.

Questionado pelos jornalistas sobre se vai aceitar os resultados eleitorais, Umaro Sissoco Embaló salientou que é um “democrata”.

“Para mim a política é um exercício, como o futebol e outros, para mim não é uma questão de vida e morte. Eu já vivia antes de ser político e no dia que sair da vida política vou continuar a viver”, disse.

Mais de 760 mil eleitores são hoje chamados a votar nas eleições presidenciais na Guiné-Bissau, escolhendo entre 12 candidatos quem irá suceder a José Mário Vaz, que se recandidata ao cargo.

As urnas encerram às 17:00 (mesma hora em Lisboa).

MSE // CSJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS