Sérvios do Kosovo ergueram barricadas numa estrada no norte do país

Centenas de sérvios do Kosovo ergueram hoje barricadas numa estrada no norte do país, bloqueando o tráfego em duas importantes passagens de fronteira com a Sérvia, informou a Polícia.

Sérvios do Kosovo ergueram barricadas numa estrada no norte do país

Sérvios do Kosovo ergueram barricadas numa estrada no norte do país

Centenas de sérvios do Kosovo ergueram hoje barricadas numa estrada no norte do país, bloqueando o tráfego em duas importantes passagens de fronteira com a Sérvia, informou a Polícia.

Caminhões, ambulâncias e máquinas agrícolas foram colocados para bloquear o trânsito, entre as tensões nos últimos dias, marcadas por explosões, tiroteios e um ataque contra uma patrulha policial. Um agente policial kosovar albanês foi ferido neste ataque.

Segundo os média locais, manifestantes da minoria sérvia do Kosovo estão indignados com a prisão de um ex-agente policial de etnia sérvia, suspeito de envolvimento em ataques à Polícia do Kosovo.

Sirenes de emergência soaram em várias cidades de maioria sérvia no norte de Kosovo para dar início ao movimento organizado hoje, noticia a AFP.

Os manifestantes disseram à AFP que pretendiam impedir “a transferência para Pristina” do ex-agente policial preso.

O ministro do Interior de Kosovo, Xhelal Svecla, disse que o ex-agente preso era um dos dois suspeitos detidos, após os ataques contra patrulhas policiais nos últimos dois dias.

As últimas tensões surgiram após a decisão das autoridades do Kosovo de organizar eleições locais a 18 de dezembro em municípios de maioria sérvia, que os principais partidos políticos sérvios anunciaram que pretendem boicotar.

Explosões e tiros foram ouvidos na quinta-feira quando funcionários eleitorais visitaram dois municípios no norte de Kosovo para preparar as eleições, mas não houve feridos.

Logo após a construção das barricadas, a Presidente do Kosovo, Vjosa Osmani, anunciou que decidiu adiar as eleições locais para 23 de abril.

O ataque em que o agente policial foi ferido na quinta-feira ocorreu após o destacamento no norte de Kosovo de polícias albaneses kosovares.

 Segundo o Governo, este destacamento foi decidido após a demissão coletiva dos sérvios que trabalhavam em instituições públicas, incluindo a Polícia. Membros sérvios das forças de segurança e funcionários públicos renunciaram em protesto contra a decisão das autoridades do Kosovo de substituir as placas de matrícula emitidas por Belgrado pelas emitidas por Pristina.

Manifestantes sérvios bloquearam o tráfego nas duas principais passagens de fronteira entre Kosovo e Sérvia em setembro, para expressar sua oposição às novas placas.

A minoria sérvia no Kosovo, que tem um total de cerca de 120.000 membros, recusa a sua lealdade a Pristina com o incentivo de Belgrado, que não reconhece a independência do Kosovo proclamada em 2008, noticia a AFP.

NL // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS