Segunda volta das presidenciais no Equador entre Arauz e o conservador Lasso

O socialista Andrés Arauz, delfim do ex-Presidente Rafael Correa, vai enfrentar o conservador Guillermo Lasso na segunda volta das eleições presidenciais de 11 de abril no Equador, anunciou o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) na noite de sábado.

Segunda volta das presidenciais no Equador entre Arauz e o conservador Lasso

Segunda volta das presidenciais no Equador entre Arauz e o conservador Lasso

O socialista Andrés Arauz, delfim do ex-Presidente Rafael Correa, vai enfrentar o conservador Guillermo Lasso na segunda volta das eleições presidenciais de 11 de abril no Equador, anunciou o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) na noite de sábado.

O economista Andrés Arauz, 36 anos, ficou em primeiro lugar na primeira volta, com 32,72% dos votos, contra 19,74% do ex-banqueiro de direita Guillermo Lasso, 65 anos, e 19,39% do líder indígena de esquerda Yaku Perez, 51 anos, segundo os resultados oficiais do escrutínio de 07 de fevereiro, proclamados pelo secretário do CNE, Santiago Vallejo.

Após a proclamação dos resultados, os candidatos ainda podem apresentar recursos.

Os resultados da primeira volta foram aprovados por quatro dos cinco membros do CNE presentes numa sessão iniciada no sábado de manhã e que terminou à noite.

O vencedor da segunda volta sucede ao Presidente, Lenin Moreno, ex-aliado de Correa (2007-2017), que não se recandidatou e cujo mandato termina em 24 de maio.

O advogado ecologista Yaku Perez denunciou a existência de fraude a favor do seu adversário de direita, Guillermo Lasso, que o ultrapassou perto do final da contagem dos votos e ficou em segundo, conquistando um lugar na segunda volta.

Perez pediu em vão uma recontagem dos votos.

FPA // FPA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS