Secretário-geral das Nações Unidas apela para eleições pacíficas na Costa do Marfim

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres, apelou hoje para que as eleições presidenciais de sábado na Costa do Marfim sejam “conduzidas pacificamente”, numa altura em que surgem novos relatos de incidentes no país.

Secretário-geral das Nações Unidas apela para eleições pacíficas na Costa do Marfim

Secretário-geral das Nações Unidas apela para eleições pacíficas na Costa do Marfim

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres, apelou hoje para que as eleições presidenciais de sábado na Costa do Marfim sejam “conduzidas pacificamente”, numa altura em que surgem novos relatos de incidentes no país.

António Guterres exortou “todos os líderes políticos e de opinião e os seus apoiantes a absterem-se de incitar à violência, difundir desinformação e usar discurso de ódio”, disse o seu porta-voz, Stéphane Dujarric, numa declaração.

O secretário-geral das Nações Unidas encorajou também “as autoridades, incluindo as forças de segurança, a criarem um ambiente seguro e a protegerem e defenderem os direitos humanos durante o processo eleitoral”.

Pediu, por outro lado, aos líderes políticos e aos seus partidos para que resolvam “quaisquer disputas que possam surgir através do diálogo”, acrescentou o porta-voz.

Cerca de 7,5 milhões de costa-marfinenses vão sábado às urnas numa eleição marcada por receios de violência e ameaças de boicote por parte da oposição, que contesta a recandidatura do Presidente cessante a um terceiro mandato, considerado inconstitucional.

Desde agosto, altura em que o atual chefe de Estado, Alassane Ouattara, anunciou a sua recandidatura, vários incidentes e confrontos causaram já cerca de 30 mortes, reforçando os receios de uma escalada de violência étnica, 10 anos após a crise de 2010 de que resultaram 3.000 mortos.

CFF // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS