Rússia rejeita alegação europeia de que esteve isolada na reunião do G20

A Rússia disse hoje que os países ocidentais “fracassaram” em impor um boicote ao país na reunião do G20 na Indonésia, onde a diplomacia francesa acusou Moscovo de estar isolada.

Rússia rejeita alegação europeia de que esteve isolada na reunião do G20

Rússia rejeita alegação europeia de que esteve isolada na reunião do G20

A Rússia disse hoje que os países ocidentais “fracassaram” em impor um boicote ao país na reunião do G20 na Indonésia, onde a diplomacia francesa acusou Moscovo de estar isolada.

“O plano do G7 de boicotar a Rússia no G20 falhou. Ninguém apoiou os regimes ocidentais”, disse a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Maria Zakharova, na rede social Telegram.

Zakharova também negou que o chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, tenha evitado algumas reuniões durante o encontro do G20, que se realizou na ilha indonésia de Bali, mas os participantes relataram que o ministro russo abandonou várias sessões, onde a invasão russa da Ucrânia foi criticada.

A chefe da diplomacia francesa, Catherine Colonna, disse mesmo que a Rússia ficou “isolada”, o que ajuda a explicar os sucessivos abandonos de reuniões de Lavrov.

“A Rússia estava tão isolada que Lavrov abandonou a conferência, depois de falar”, disse Colonna, lembrando que nenhum dos outros membros do G20, mesmo os países emergentes (BRICS — Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul) onde a Rússia tem aliados, saíram em sua defesa.

Também a chefe da diplomacia alemã, Annalena Baerbock, destacou o facto de Lavrov ter passado “grande parte das negociações não na sala, mas fora”, provando que “não estava interessado em cooperação internacional”.

“Que absurdo!”, respondeu Zakharova, referindo-se às críticas de Baerbock, argumentando que Lavrov participou em várias reuniões no salão principal, antes de manter conversas bilaterais com seus homólogos de outros países.

“Os cidadãos alemães devem saber que a sua ministra dos Negócios Estrangeiros está a mentir”, acrescentou a porta-voz russa.

Esta reunião do G20, prelúdio da cimeira de chefes de Estado a realizar em Bali em novembro, foi marcada por uma avalanche de críticas à ofensiva que a Rússia lidera na Ucrânia desde o final de fevereiro.

RJP // PDF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS