Rui Rio defende diminuição do ISP indexada a preços do início de 2021

O líder do PSD, Rui Rio, defendeu hoje, em Paris, que a diminuição do ISP seja indexada aos preços de 01 de janeiro de 2021 já que os preços dos combustíveis estão mais elevados atualmente.

Rui Rio defende diminuição do ISP indexada a preços do início de 2021

Rui Rio defende diminuição do ISP indexada a preços do início de 2021

O líder do PSD, Rui Rio, defendeu hoje, em Paris, que a diminuição do ISP seja indexada aos preços de 01 de janeiro de 2021 já que os preços dos combustíveis estão mais elevados atualmente.

“Eu dei uma sugestão que o primeiro-ministro veio a acolher parcialmente porque, em Portugal, o Orçamento do Estado está a ter uma receita adicional com o aumento dos combustíveis por força do IVA, estamos a pagar 23% de IVA num valor maior e o primeiro-ministro disse que ia compensar a redução do ISP, correto, simplesmente se vai compensar a partir de agora, agora já está a um preço muito elevado”, afirmou Rui Rio.

O presidente do PSD falava aos jornalistas à chegada à cimeira do Partido Popular Europeu, em Paris.

O Governo vai publicar na sexta-feira uma portaria com a fórmula através da qual o acréscimo de receita do IVA resultante do aumento dos combustíveis vai ser compensado com uma redução de igual valor no imposto sobre os produtos petrolíferos ISP. Mas esta redução não é suficiente para Rui Rio.

“Devia fazer essa compensação não em função do preço neste momento, mas em função de um preço mais lá atrás. No limite, um preço que tivesse a ver com o preço de 01 de janeiro de 2021, porque a receita prevista é a receita do orçamento de 2021”, disse o líder do PSD.

Rui Rio está em Paris para um encontro da direita europeia, Partido Popular Europeu, que conta com figuras como Karl Nehammer, chanceler austríaco, assim como Krisjanis Karins, primeiro-ministro da Letónia e ainda a candidata francesa às eleições francesas, Valérie Pécresse. 

Vitali Klitschko, presidente da Câmara de Kiev, assim como Petro Poroshenko, ex-Presidente ucraniano, e Iúlia Timochenko, ex-primeira-ministra ucraniana, vão falar com os líderes europeus por vídeo-conferência.

“Estamos aqui para mostrar a continuidade da solidariedade total dos partidos que compõem o PPE, como um todo, numa estratégia de combate à Rússia que passa, obviamente, não por um ataque militar, mas pelo atrofiamento do crescimento da economia da Rússia. […] Temos de ser implacáveis”, reiterou Rui Rio.

Este encontro da direita europeia antecede o Conselho Europeu informal organizado pela presidência francesa do Conselho da União Europeia que arranca hoje à tarde e deverá terminar na sexta-feira à tarde. Este encontro seria originalmente consagrado à economia europeia, mas vai focar-se na defesa e energia, por força da ofensiva russa na Ucrânia.

 

CYF (LT/ACC) // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS