Rio diz que posicionamento do PS nas presidenciais revela que “está a perder o chão”

O presidente do PSD, Rui Rio, acusou hoje o PS de estar a “perder o chão” pelo posicionamento dos socialistas nas presidenciais, em que decidiram dar liberdade de voto aos militantes.

Rio diz que posicionamento do PS nas presidenciais revela que

Rio diz que posicionamento do PS nas presidenciais revela que “está a perder o chão”

O presidente do PSD, Rui Rio, acusou hoje o PS de estar a “perder o chão” pelo posicionamento dos socialistas nas presidenciais, em que decidiram dar liberdade de voto aos militantes.

“A cada dia que passa, nota-se mais as insuficiências no PS. A última novidade é que não se revê em nenhum candidato a Presidente da República, mas também não consegue promover uma candidatura em que se reveja. Começa a ser cada vez mais evidente que está a perder o chão”, critica Rio, na sua conta oficial da rede social Twitter.

Desde sexta-feira, esta é a sexta vez que o presidente do PSD recorre ao Twitter para criticar o PS, nos restantes casos sobre as eleições dos Açores, acusando os socialistas de mentir sobre a natureza do apoio do Chega à solução governativa encontrada no arquipélago entre PSD, CDS-PP e PPM.

Os primeiros ‘tweets’ surgiram em resposta a uma conferência de imprensa do secretário-geral adjunto socialista, José Luís Carneiro, mas os últimos já foram dirigidos ao líder máximo socialista, António Costa.

No sábado, o PS decidiu que a orientação para as eleições presidenciais será a liberdade de voto, sem indicação de candidato preferencial.

A Comissão Nacional dos socialistas, órgão máximo entre Congressos, aprovou uma moção sobre presidenciais, na qual refere expressamente a “avaliação positiva” do mandato do atual Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa e em que se saúda a candidatura da socialista Ana Gomes.

Esta moção de orientação política para as eleições presidenciais foi aprovada com “apenas duas abstenções e cinco votos contra”.

O Conselho Nacional do PSD aprovou no final de setembro uma moção de apoio a uma eventual recandidatura presidencial de Marcelo Rebelo de Sousa proposta pela direção do partido com 87% de votos a favor.

“O Conselho Nacional do PSD decide, desde já, sob proposta da Comissão Política Nacional, declarar o seu apoio à candidatura de Marcelo Rebelo de Sousa à Presidência da República, desejando que essa seja também a sua vontade e respeitando o momento político que entenda escolher para anunciar a sua decisão ao país”, refere o texto aprovado pelos sociais-democratas.

SMA (PMF) // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS